Monthly Archives: Março 2013

Dica de Leitura – Renato Russo

O dia 27 de março pode parecer um dia comum, mas para os fãs da Banda Legião Urbana é bastante especial: é a data de nascimento de Renato Russo.

Renato Manfredini Júnior, que ficou conhecido pela geração coca-cola como Renato Russo, foi cantor, compositor, e fundador da banda Legião Urbana. Suas músicas conquistaram gerações com letras que inspiram e emocionam os jovens ainda hoje. Se você quer saber um pouco mais sobre ele, a Biblioteca Padre Elemar Scheid possui alguns títulos que podem lhe interessar, veja abaixo:

Sem título

O mais completo roteiro de idéias do maior poeta do rock brasileiro. Organizado em 453 verbetes. Este livro oferece ao leitor um raio-x do pensamento de Renato Russo, a partir de uma ampla e minuciosa pesquisa em duas centenas de entrevistas, reportagens, artigos, livros, especiais de TV e rádio, além do levantamento inédito de 140 bases de dados sobre a Legião na Internet.

Fonte: Editora Letra Livre

Sem título1

Uma homenagem ao compositor e cantor líder do Legião Urbana, uma sólida referência no quadro cultural dos anos 80 e 90, através de seleção de trechos das melhores entrevistas concedidas por Renato Russo, oferecendo um painel de seu pensamento desde a música à sexualidade, passando pela política, pelo comportamento e pelas drogas. A edição compõe a evolução crítica e intelectual do roqueiro que se transformou em estrela guia da juventude com causa.

Fonte: Editora Letra Livre

23

 

Nossa Geração Perdida é um relato sobre pessoas. Confronto de idéias. Um jogo no arco-íris social brasileiro. Através da obra do músico Renato Russo o autor traz à tona um tema polêmico: a pós-modernidade e a visão do imaginário dos jovens nascidos nos anos 70.

Fonte: Editora UNIVALI

Anúncios
Categories: Recomendação | Deixe um comentário

pascoa (1)

Categories: Sem categoria | Deixe um comentário

Dica de Leitura – Dewey: um gato entre livros

dewey um gato entre livros

Você já imaginou um gato morando em uma biblioteca? Talvez pareça impossível, mas já aconteceu. O leitor felino mais famoso do mundo tem sua história contada em um livro: “Dewey: um gato entre livros”.

Em uma manhã de inverno de 1988, Vicki Myron, diretora da Biblioteca Pública de Spencer (Iowa, Estados Unidos), e outros funcionários, tiveram uma surpresa ao abrir a caixa de devoluções de livros: havia um gatinho dentro! O recolheram, deram carinho e um banho quente nele. Mesmo com as patinhas feridas por causa do frio, olhou para cada um nos olhos, ronronou e acariciou as mãos, como agradecimento a todos por salvarem sua vida. Ninguém imaginava o impacto que o gato causaria, não só na biblioteca, mas em toda a cidade, que estava passando por momentos difíceis.

Aos poucos, os frequentadores da biblioteca foram conhecendo Dewey, nome dado em homenagem ao criador da Classificação Decimal de livros. Causou polêmica, alguns disseram que um gato em uma biblioteca seria prejudicial à saúde, mas outros comemoraram. Com o tempo, todos se renderam ao Dewey, charmoso e carismático, que desfilava entre as prateleiras, e adorava passear no carrinho. Era o gato certo para uma biblioteca. Gostava de todos, sabia quem precisava de ajuda e conforto, e pulava no colo dessa pessoa. A cidade se encheu de alegria, e Dewey parece ter inspirado o progresso da cidade.

Ele tinha até uma lista de atribuições do seu cargo como “funcionário” da biblioteca:

  1. Redução do estresse de todos os seres humanos que lhe dêem atenção.
  2. Sentar ao lado da porta da frente todas as manhãs para receber o público que chega à biblioteca.
  3. Fazer amostragem de todas as caixas que entram na biblioteca para a verificação de problemas de segurança e nível de conforto.
  4. Comparecer a todas as reuniões no Salão Redondo como embaixador oficial da biblioteca.
  5. Prover assistência cômica para equipe e visitantes.
  6. Pular em sacolas de livros e pastas enquanto os usuários estudam ou tentam recuperar papéis que precisam.
  7. Gerar publicidade nacional e internacional grátis para a Biblioteca Pública de Spencer. (Isso implica posar para fotos, sorrir para a câmera e ser fofinho em geral).
  8. Labutar pelo posto de gato mais chato do mundo para comer, recusando todas as rações, com exceção das mais caras e deliciosas.

O felino ganhou segundo nome e sobrenome: Dewey Readmore Books (Dewey LeiaMais Livros). Tornou-se uma celebridade, sua fama se espalhou até o Japão. Apareceu em jornais, revistas e televisão. Ganhou admiradores dos quatro cantos do mundo.

Junto com a história de Dewey, Vicki – autora do livro -, fala sobre sua vida e também sobre Spencer. A princípio parece um tanto chato, e talvez alguns leitores não gostem. Porém, é interessante, pois através destes pequenos fatos percebemos como este gato revolucionou a cidade.

Durante dezoito anos Dewey viveu. Ele comoveu e encantou muita gente, e continua encantando. Quem tem ou já teve gatos, vai se deliciar com as histórias dele. Quem não tem, poderá se encantar pelo universo felino.

Dewey fotos

Você se interessou? Esse livro se encontra no acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | 1 Comentário

Histórias em Quadrinhos

Já foi o tempo em que Histórias em Quadrinhos, as HQs, eram consideradas “coisas de criança”, elas estão cada vez com mais força no mundo dos jovens e adultos também. Com enredos voltados para o cotidiano adulto e muitas vezes recheados de críticas sem perder seu lado cômico, estas histórias fazem muito sucesso.

No acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid constam diversos títulos com os mais irreverentes personagens. Você pode emprestar, ter uma leitura divertida e muitas vezes cheia de reflexões! Conheçam alguns deles:

mafalda2

Mafalda

Sempre crítica e inconformada Mafalda ganhou o mundo, foi traduzida para vários idiomas e rendeu diversos prêmios ao seu criador, o argentino Quino. Suas tirinhas foram publicadas em jornais de 1964 a 1973.

539

images (1)

Calvin e Haroldo

Cheios de imaginação, o garoto Calvin e seu amigo tigre Haroldo, que para os outros é apenas de pelúcia, foram criados pelo americano Bill Watterson e publicados entre 1985 e 1995.

calvinharodotira518

garfield147729711Garfield

O gato mais famoso do mundo também tem seu espaço nos livros de HQs. Criado por Jim Davis em 1978, Garfield, que não deixa de lado seu sarcasmo e sua preguiça, continua conquistando fãs até hoje.

garfield_07_02_08

as cobras

As Cobras

Durante quase trinta anos o escritor Luis Fernando Verissimo publicou suas tirinhas em diversos jornais. O livro As Cobras: antologia definitiva, lançado em 2010, traz uma coletânea desses personagens.

cobras tirinha 


sxxxxxDilbert

Criado por Scott Adams, as tirinhas de Dilbert satirizam cotidiano da vida empresarial. Suas histórias já viraram até desenho animado!

dilbert20080410

A Biblioteca Padre Elemar Scheid tem livros com as HQs de todos estes personagens! E para quem quiser entrar neste mundo mais a fundo, fica a dica do livro O que é História em Quadrinhos, de Sonia M. Bibe-Luyten, que faz parte da Coleção Primeiros Passos. Uma maneira rápida e fácil de conhecer um pouco mais sobre este tema super interessante!

b-soniabibe-luyten ok

Categories: Recomendação | 3 comentários

Dia do Bibliotecário!

No dia 12 de Março comemoramos o Dia do Bibliotecário!

Parabenizamos todos estes profissionais, em especial Hadra Mônica Kuester, responsável pela Biblioteca Padre Elemar Scheid.

Parabéns!

Dia do Bibliotecário

Categories: Sem categoria | 1 Comentário

Exposição – Silhuetas da Natureza

Prestigie a exposição Silhuetas da Natureza, da artista Luciana Souza!

As obras estarão expostas até o dia 04 de Abril na Biblioteca Padre Elemar Scheid, Unidade Jaraguá do Sul – Rua dos Imigrantes, 500, Bairro Raul.

convite

Categories: Exposições | Deixe um comentário

Dica de Leitura – Nutrição Para Quem Não Conhece Nutrição

nutrição para quem não conhece nutriçãoNo livro Nutrição para quem não conhece Nutrição  você pode encontrar todas as informações para ter uma vida saudável e de um jeito super prático.
Abaixo você verá doze conselhos, retirados do livro (p. 77) , para viver com boa saúde:
-Ingerir alimentos saudáveis, de boa qualidade e variedade;-Fazer de cinco a seis refeições por dia (de pequenos volumes);

-Alimentar-se nos horários corretos;

-Mastigar bem os alimentos;

-Evitar excessos de frituras e gorduras;

-Não falhar refeições;

-Ingerir bebidas alcoólicas com moderação;

-Evitar o cigarro;

-Evitar a auto-medicação;

-Fazer exercícios físicos (beneficia o corpo e a mente);

-Tomar muito líquido (entre as refeições);

-Dormir de 8 a 10 horas por noite.

Ficou interessado em uma leitura mais saudável? Nutrição para quem não conhece Nutrição é um livro da autora Flávia Porto, e está disponível em todas as unidades da Biblioteca da Católica de SC, confira!

Categories: Nutrição, Recomendação | 1 Comentário

Calvin e Haroldo

Categories: Sem categoria | Deixe um comentário

Dica de Leitura – A Mulher do Viajante no Tempo

“Mostra com alegria o verdadeiro amor” – Library Journal

“Uma poderosa e original história de amor.Uma viagem surpreendente” – People

“O amor abre caminhos no tempo” – Usa Today

mulher do viajante

Publicado em mais de 20 países, a elogiada estréia literária Audrey Niffenegger, A Mulher do Viajante no Tempo é sucesso de vendas nos Estados Unidos desde seu lançamento, em 2003, e já vendeu mais de 5 milhões de exemplares em todo o mundo.

A Mulher do Viajante no Tempo conta a história do casal Henry e Clare. Quando os dois se conhecem Henry tem 28 anos e Clare, vinte. Ele é um moderno bibliotecário; ela, uma linda estudante de arte. Os dois se apaixonam, se casam e passam a perseguir os objetivos comuns à maioria dos casais: filhos, bons amigos, um trabalho gratificante. Mas o seu casamento nunca poderá ser normal.

Henry sofre de um distúrbio genético raro e de tempos em tempos, seu relógio biológico dá uma guinada para frente ou para trás, e ele então é capaz de viajar no tempo, levado a momentos emocionalmente importantes de sua vida tanto no passado quanto no futuro. Causados por acontecimentos estressantes, os deslocamentos são imprevisíveis e Henry é incapaz de controlá-los. A cada viagem, ele tem uma idade diferente e precisa se readaptar mais uma vez à própria vida. E Clare, para quem o tempo passa normalmente, tem de aprender a conviver com a ausência de Henry e com o caráter inusitado de sua relação.

Em A Mulher do Viajante no Tempo, a autora mostra com muita sensibilidade, inteligência e bom humor que o verdadeiro amor é capaz de transpor todas as barreiras – inclusive a mais implacável de todas: o tempo.

Fonte: Editora objetiva.

Interessou? Empreste já seu exemplar na Biblioteca Padre Elemar Scheid!

Dica dos Leitores!

Após a criação do post recebemos uma dica dos leitores, A Mulher do Viajante no Tempo também já virou filme! Te Amarei para Sempre foi dirigido por Robert Schwentke em 2009 e conta com o Eric Bana, Rachel McAdams e Ron Livingston no elenco! Confira o trailer abaixo:

Categories: Literatura, Recomendação | 3 comentários

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: