Monthly Archives: Junho 2013

Dica de Leitura – Amar, verbo intransitivo: idílio

Imagem

Fräulein Elza é uma alemã de 35 anos que foi contratada pelo Souza Costa como governanta, para ensinar o amor para seu filho Carlos. Carlos e suas irmãs mais novas têm aulas de Alemão e piano com Fräulein. Ele não prestava muita atenção nas aulas no início, mas com o tempo passou a se interessar. Começou a perceber que gostava mesmo de Fräulein, e não mais queria sair de casa. Dona Laura, mãe das crianças, fica preocupada com a forma como seu filho age em relação à Elza, e pediu que ela deixasse a casa. A governanta percebe que Souza Costa não contou à esposa o motivo de tê-la contratado, e vão conversar com ele. Ele explica que a chamou para iniciar Carlos nas questões do amor e do sexo, para que ele não se envolvesse com mulheres da vida, ou com alguma exploradora. Fräulein esclarece que está no exercício de uma profissão, e que deveria ensinar Carlos sobre amor puro, sincero, união inteligente de duas pessoas, compreensão mútua, sobre criar um lar. Elza diz que deixará a casa, mas depois de conversarem ela resolve ficar. Depois que Fräulein ensinou Carlos, chegou o momento de sua partida. Ele parece sofrer muito com a separação, mas o tempo passa e cada um continua a sua vida.

“Amar, verbo intransitivo”, foi publicado originalmente em 1927, e causou impacto na época, por inovar na técnica narrativa, ter uma linguagem mais coloquial, e trazer conceitos nunca abordados antes. Foi classificado como idílio pelo próprio autor, por sua composição poética e campestre, e falar de sonho e de amor simples e terno. O livro ainda apresenta uma literatura cinematográfica, com características de novela. Mário de Andrade conseguiu captar a alma feminina, e criou uma personagem autônoma, numa sociedade marcada pelo poder masculino.

“Amar, Verbo Intransitivo” faz parte do acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Anúncios
Categories: Literatura, Recomendação | 1 Comentário

Bicicleta do JoinvilLÊ

Nesta terça-feira (25/06), Joinville ganhou um novo ponto nas paradas de ônibus do terminal central. O projeto JoinvilLê quer incentivar e auxiliar na criação do hábito da leitura na cidade, trazendo pequenas bibliotecas dentro das estações da cidadania do transporte coletivo. A proposta da Fundação Cultural de Joinville quer que a comunidade joinvilense tenha acesso livre, gratuito e sem limites a livros.
 
ImagemImagemImagem
 
Fotos: Ana Lutke

 

Categories: Sem categoria | Deixe um comentário

Dica de Leitura – Rio Liberdade

Imagem

Moreno é um adolescente de 12 anos que vai conhecer o Pantanal, local de nascimento de seu pai. Os dois viajam com a mãe de Moreno, e eles ficam na casa da tia do rapaz, Francisca. Essa casa havia sido do avô dele. Chica trabalha em uma reserva ambiental em Cará-Cará.

Um gavião garrancho estava prestes a atacar um ninho de colhereiro, mas Chica, que já estava de olho nele há algum tempo, conseguiu acertar um tiro, numa das asas. Com pena do garrancho, cuidou dele até ficar bom, e Moreno a acompanhava. Os dois o ajudaram a reaprender a voar, até que sua asa estivesse boa novamente e ele acostumado com a liberdade, pois passara um tempo num viveiro. Os três sofriam com as quedas – Garrancho, Moreno e Chica – e depois de alguns dias e várias tentativas, finalmente o gavião ficou pronto e forte para voltar a ser totalmente livre.

Moreno e os pais estão voltando para São Paulo. O rapaz acorda uma semana depois num hospital e recebe notícias ruins. Ele estava com as pernas quebradas e teria que andar de cadeira de rodas – para poder andar novamente precisaria de muitos exercícios. E seus pais faleceram. Ele agora é um órfão, e, embora quisesse ficar com a tia Chica, teve que ficar com a tia Jondira. Moreno tentou fugir, ir para o Pantanal, mas foi pego. Jondira o coloca num internato de pessoas com necessidades especiais.

Ele está com 14 anos e planejou sua fuga nos mínimos detalhes. É época de Natal, são poucos os alunos e funcionários no internato. Aprendeu a andar de novo, sozinho, à noite, escondido. É igual ao Garrancho reaprendendo a voar: destrambelhado, querendo liberdade. Moreno foge, mas não é fácil chegar ao seu destino sem que haja percalços.

“Rio Liberdade” é um livro para jovens que todas as idades. O autor, o catarinense Werner Zotz, uniu um enredo fantástico a um tema eterno: liberdade. Escrito de forma bela e leve, do ponto de vista do personagem principal.

Esse livro faz parte do Acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

“Ser livre é muito importante… é a coisa mais importante da vida!” (página 27)

Categories: Literatura Juvenil, Recomendação | Deixe um comentário

Encontro com o autor

Na noite desta quarta-feira (13) aconteceu no Joinville Garten Shopping o encontro com bate-papo e sessão de autógrafos com o autor Eduardo Spohr. Foi um evento para lançar seu terceiro livro –  “Filhos do Éden – Anjos da Morte” (Verus Editora, 592 pág.). Eduardo  já tem dois livros com status de best-sellers: “A batalha do Apocalipse” e  “Filhos do Éden – Herdeiros de Atlântida”; seus livros tem como base a fantasia histórica, com fatos verídicos, mitológicos e fantasiosos, e seu novo livro segue essa mesma linha de literatura. Além de ser um autor brasileiro, ele escreve super bem. Recomendamos!
                                     Livros Eduardo

A Batalha do Apocalipse conta a história de  muitos e muitos anos atrás, tantos anos quanto o número de estrelas no céu, o Paraíso Celeste foi palco de um terrível levante. Um grupo de anjos guerreiros, amantes da justiça e da liberdade, desafiou a tirania dos poderosos arcanjos, levantando armas contra seus opressores. Expulsos, os renegados foram forçados ao exílio, e condenados a vagar pelo mundo dos homens até o dia do Juízo Final. Mas eis que chega o momento do Apocalipse, o tempo do ajuste de contas, o dia do despertar do Altíssimo. Único sobrevivente do expurgo, o líder dos renegados é convidado por Lúcifer, o Arcanjo Negro, a se juntar às suas legiões na batalha do Armagedom, o embate final entre o Céu e o Inferno, a guerra que decidirá não só o destino do mundo, mas o futuro do universo.

Já em Filhos do Éden – Herdeiros de Atlântida, um confronto civil entre o arcanjo Miguel e as tropas revolucionárias de seu irmão, Gabriel, devastam as sete camadas do paraíso. Com as legiões divididas, as fortalezas sitiadas, os generais estabeleceram um armistício na terra, uma trégua frágil e delicada, que pode desmoronar a qualquer instante. Enquanto os querubins se enfrentam num embate de sangue e espadas, dois anjos são enviados ao mundo físico com a tarefa de resgatar Kaira, uma capitã dos exércitos rebeldes, desaparecida enquanto investigava uma suposta violação do tratado. A missão revelará as tramas de uma conspiração milenar, um plano que, se concluído, reverterá o equilíbrio de forças no céu e ameaçará toda vida humana na terra. Ao lado de Denyel, um ex-espião em busca de anistia, os celestiais partirão em uma jornada através de cidades, selvas e mares, enfrentarão demônios e deuses, numa trilha que os levará às ruínas da maior nação terrena anterior ao dilúvio – o reino perdido de Atlântida.

Temos estes dois títulos disponíveis no acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid .

Categories: Eventos, Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Feliz Dia dos Namorados!

Para celebrar o Dia dos Namorados e o amor entre os apaixonados, conheça alguns títulos presentes no acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid que podem  inspirar seu dia!

 Eu que Amo Tanto – Marília Gabriela

Elas levaram o amor às ultimas conseqüências. Abriram mão da família, da profissão, de sua individualidade e, mesmo, da própria sanidade. Em Eu que amo tanto, Marília Gabriela reúne, dando tintas literárias, as confissões de 13 mulheres que tiveram a coragem de compartilhar suas histórias –  todas elas integrantes do MADA, Mulheres que Amam Demais Anônimas. Prova de como um sentimento sublime pode transformar-se em patologia.

 

 

Porque Amamos: a natureza e a química do amor romântico – Helen Fischer

Com pesquisas fundamentadas em imagens do cérebro e experiências de terapia gênica, a antropóloga americana mostra que a paixão é fruto de dependência química. O amor romântico é caracterizado por descargas de dopamina, que viciam como cocaína ou chocolate. A humanidade teria desenvolvido mecanismos com o objetivo de unir homem e mulher, garantindo a reprodução da espécie.

 

O Amor Acima de Tudo: carta de Pequim – Pearl S. Buck, Oscar Mendes

É a história de um casamento inter-racial entre Gerald e Elizabeth MacLeod, sua separação devido à ascensão do comunismo na China e suas vidas separadas na China e América, abrangendo um período de três anos. Eles viveram em Pequim até o início da guerra contra o Japão, mas Gerald enviou Elizabeth e o filho, Rennie, para a América devido ao perigo que o comunismo representava para os brancos. Como era metade chinês, Gerald resolveu permanecer no país. Ele escreve raramente, pois as comunicações para o ocidente são interceptadas. Elizabeth toma conta da fazenda da família em Vermont e, nesse ínterim, decide visitar o pai de Gerald. O idoso, cada dia mais frágil, revela fatos de seu passado na China. É uma história de encontros e lembranças. Sobre o amor e suas facetas.

 

O Amor Companheiro: a amizade, dentro e fora do casamento – Francisco Daudt da Veiga

Este livro é sobre coisas delicadas: amor, carinho, amizade, encantamento, beleza, nostalgia, “la vita bella.” O amor companheiro pode acontecer na nossa vida por acidente, e aí tem maior risco de ser acidentado. Ou podemos nos preparar cuidadosamente para entrar nesse oceano, e assim dar mais chance à felicidade. Espero ajudar os leitores homens a recuperar um potencial afetivo perdido na infância. E as leitoras, ajudá-las a tomar posse e desfrutar da felicidade de fazer amigas facilmente, a compreender melhor seus homens, e assim aproveitá-los mais.

 

 

Um Amor para Recordar – Nicholas Sparks

“Cada mês de abril, quando o vento sopra do mar e se mistura com o perfume de violetas, Landon Carter recorda seu último ano na High Beaufort. Isso era 1958, e Landon já tinha namorado uma ou duas meninas. Ele sempre jurou que já tinha se apaixonado antes. Certamente a última pessoa na cidade que pensava em se apaixonar era Jamie Sullivan, a filha do pastor da Igreja Batista da cidade. A menina quieta que carregava sempre uma Bíblia com seus materiais escolares. Jamie parecia contente em viver num mundo diferente dos outros adolescentes. Ela cuidava de seu pai viúvo, salvava os animais machucados, e auxiliava o orfanato local. Nenhum menino havia a convidado para sair. Nem Landon havia sonhado com isso. Em seguida, uma reviravolta do destino fez de Jamie sua parceira para o baile, e a vida de Landon Carter nunca mais foi a mesma.”

 

Comprometida: uma história de amor – Elizabeth Gilbert

Em Comprometida, Elizabeth Gilbert conta como uma paixão madura destravou o horror de um casal à instituição do matrimônio. A deportação de seu namorado, Felipe, obrigou os dois a pensarem em se casar. Para tomar a decisão certa — e não fracassar, como conta em seu primeiro romance Comer, Rezar, Amar —, Gilbert resolve ir fundo na reflexão e pesquisa sobre o assunto. Comprometida é o resultado desse período de incerteza e investigação, em que a autora viaja pelos séculos e pelos continentes mostrando preconceitos, mentiras e virtudes do matrimônio. “Talvez a única diferença entre o primeiro casamento e o segundo é que, da segunda vez, você sabe que está apostando”, diz. – Da mesma autor do Best-seller “Comer Rezar Amar”.

 

O Sári Vermelho – Javier Moro

Em 1965, Sonia Maino, uma estudante italiana de 19 anos, conhece em Cambridge um jovem indiano chamado Rajiv Ghandi. Ela é filha de uma família humilde de Turim; ele pertence à estirpe mais poderosa da Índia. É o início de uma história de amor que nem mesmo a morte será capaz de quebrar. Por amor, a italiana abandona seu mundo e seu passado para fundir-se com seu novo país, a Índia prodigiosa que adora 20 milhões de divindades, fala oitocentos idiomas e que vota em quinhentos partidos políticos. Sua coragem, honestidade e sua entrega acabarão transformando-a em uma deusa aos olhos de um sexto da humanidade.

 

Amor de Salvação – Camilo Castelo Branco

A história narrada é sobre Afonso e Teodora, prometidos um ao outro por suas mães, amigas há; anos. Entretanto, após a morte da mãe de Teodora, a moça é enviada para um convento pelo tio. Embora os jovens prometam casar-se assim que possível, Teodora não vive de acordo com as limitações impostas às mulheres da época. Ela anda a cavalo, lê, estuda e passeia pelas estradas do Minho “em correrias de doida”. Afonso, por sua vez, enfrenta as terríveis provações dos que sofrem por amor. Com a paixão e a sensibilidade características dos românticos, Camilo Castelo Branco constrói um belíssimo romance sobre a possibilidade de perder-se e salvar-se no amor.

 

 

Amor é Fogo que Arde sem se Ver – Luís de Camões

O livro reúne a poesia lírica daquele que imortalizou um dos maiores épicos da literatura universal. Esta coletânea revela o outro lado da genialidade de Camões, trazendo poemas plenos de ternura e sentimento amoroso.

 

 

 

Amor é só uma Palavra – Johannes Mario Simmel

História de um grande amor vivido por dois jovens da primeira geração do pós-guerra. Oliver Mansfeld, um rapaz de 21 anos, bem-nascido e com um belo futuro pela frente, e Verena Lord. Simmel, um dos romancistas de maior sucesso em todo o mundo, narra os conflitos decorrentes da morte prematura de Oliver e as verdades que ele não chegou a ver.

Categories: Datas Comemorativas, Recomendação | 1 Comentário

Livros que viraram Filmes – O Menino do Pijama Listrado

Imagem

Bruno é um menino de nove anos que, ao chegar em casa, se surpreende com a empregada fazendo suas malas e arrumando suas coisas. Logo ele descobre que irá se mudar de Berlim com sua família por causa do emprego de seu pai. Bruno não sabe em que seu pai trabalha, mas percebe que é algo muito importante. Ele também é alheio ao que está acontecendo em seu país.

O menino não gosta da nova casa, em Haja Vista. Não gosta do fato de não ter tantas casas e comércios por perto, como em Berlim. Não gostou de ter que se separar dos seus “três melhores amigos da vida toda”, e parecia não haver nenhuma criança por perto com quem ele pudesse brincar. Só havia ele, sua irmã de 12 anos, seus pais, os empregados da casa, e alguns soldados que às vezes frequentavam ali.

Contudo, ao olhar pela janela de seu novo quarto, Bruno percebe que há um lugar cercado, onde existem várias pessoas, de vários tamanhos. Ao observá-los, ele vê que todos usam um pijama listrado, acinzentado. Vê alguns soldados andando por lá, que parecem berrar com as pessoas, e algumas delas caem e são arrastadas. Mas Bruno não entende que local é esse e o que acontece lá. Acredita que seja como uma pequena cidade, mas ao mesmo tempo sente um frio na barriga.

Entediado, ele resolve explorar os arredores da casa. Um dia, vai até o local cercado, e, chegando lá, se depara com um menino quieto e triste. Começa a conversar com ele, e descobre que nasceram no mesmo dia e ano, mas o menino – Shmuel -, é menor e mais magro. Todos os dias Bruno vai até lá, sem que ninguém saiba disso. Bruno não entende porque as pessoas de pijama listrado não podem sair de lá, e por que Shmuel diz que ele não pode entrar, então eles conversam cada um de um lado da cerca. Falam de suas vidas e de suas histórias e, apesar das diferenças, nasce uma forte amizade entre eles. Bruno já quase não lembra mais dos rostos e nomes dos seus amigos de Berlim, e agora Shmuel é seu “melhor amigo para toda a vida”.

Depois de aproximadamente um ano em Haja-Vista, a mãe de Bruno vai retornar para Berlim, levando ele e sua irmã. Bruno e Shmuel, que tanto quiseram poder brincar juntos, tramam um plano, o que leva a história a um final realmente surpreendente.

O livro chegou aos cinemas em 2008. Veja o trailer:

“O Menino do Pijama Listrado” é uma história intensa, sobre como, mesmo em meio à guerra, pode surgir algo bom como uma amizade. Este é mais um dos livros que estão no acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Categories: Literatura Infantil, Livros/Filmes, Recomendação | Deixe um comentário

Exposição – Aves de Santa Catarina

Prestigie a exposição Aves de Santa Catarina – Esculturas em papel, do artista Carlos Meira!

As obras estarão expostas na Biblioteca Padre Elemar Scheid – Unidade Jaraguá do Sul, até o dia 03 de Julho.

 

Categories: Sem categoria | Deixe um comentário

Feira do Livro de Jaraguá do Sul

Imagem

Entre os dias 06 e 16 de Junho acontece a 7ª edição da Feira do Livro de Jaraguá do Sul!

São recebidos milhares de livros e de visitantes para a verdadeira festa da leitura, com exposições, debates, palestras, contações de histórias, lançamentos, autógrafos e livros para todos os gostos e bolsos. Estarão presentes os artistas: Adriana Calcanhotto,  Zeca Baleiro,  Fábio Yabu, Daniel Munduruku,  César Obeid,  Badi Assad e Rubens Figueiredo. A feira acontece no Centro Cultural de Jaraguá do Sul – SCAR – aberta para visitação de segunda a sábado das 9h às 21h, e domingos das 10h às 18h.

Para maiores informações acesse o site da Feira do Livro de Jaraguá do Sul clicando aqui!

Categories: Eventos | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: