Monthly Archives: Outubro 2013

Exposição – “Olhares do Comércio”

A Biblioteca está com uma nova exposição: “Olhares do Comércio”, do acervo dos fotógrafos do Grupo Fotojá. A mostra iniciou no dia 30 de outubro e vai até 22 de novembro.

Imagem

Prestigie a exposição!

Categories: Exposições | Deixe um comentário

31/10 – Dia do saci

O dia de hoje é conhecido como o Dia das Bruxas (ou Halloween). Por se tratar de uma tradição de outros países (principalmente Estados Unidos), aqui em nosso país há um projeto de lei federal que busca instituir a data de 31 de outubro como o Dia do Saci, a fim de promover esse e outros personagens do folclore do Brasil, cultivando e valorizando a cultura e a identidade brasileiras.

O Saci Pererê tem uma perna só, e usa um cachimbo e uma carapuça vermelha. Mora na floresta, é brincalhão, faz travessuras nas matas e casas. Ele se desloca dentro de redemoinhos de vento, e para capturá-lo é necessário jogar uma peneira sobre ele, tirar sua carapuça e prendê-lo dentro de uma garrafa. O Saci também é conhecedor dos segredos das ervas da floresta.

Monteiro Lobato é o principal responsável pelo Saci se tornar conhecido em todo o Brasil. O autor publicou o texto “Mitologia Brasílica – Inquérito sobre o Saci-Pererê”, no jornal O Estado de São Paulo, em 1917. O personagem também aparece várias vezes nas histórias do Sítio do Pica-Pau Amarelo. Lobato escreveu o livro “O Saci”, em que Pedrinho, de férias no sítio, caça um saci e os dois se tornam amigos e vivem aventuras.  A Biblioteca Padre Elemar Scheid tem esse livro em seu acervo.

Imagem

A biblioteca também tem outros livros infantis e infanto-juvenis sobre personagens do folclore brasileiro, como o Boitatá, o Boi de mamão, o Negrinho do Pastoreio, a Iara, a Mula Sem-Cabeça, o Bicho Papão, o Boto Cor-de-Rosa, o Curupira e o Lobisomem. Fazem parte do acervo ainda livros sobre o folclore brasileiro:

Folclore: aspectos gerais (Inami Custódio Pinto)

“É um texto rico em relatos de práticas folclóricas, nascido da pesquisa e do propósito de salvaguardar nossas origens culturais, valorizando, documentando e interligando cultura, história, sociologia, arqueologia, antropologia e linguística.”

Histórias e lendas de São Francisco do Sul (Angela Cristina da Silva)

“Este livro entrelaça lendas e histórias para formar o amálgama da comunidade francisquense. Todos os povos do mundo têm suas lendas, para realçar ou disfarçar episódios, passagens e personagens que não cabem na realidade pura e simples. São reelaborações coletivas, resultantes da complexidade das crenças e das necessidades humanas.”

O casamento entre o céu e a terra: contos dos povos indígenas do Brasil (Leonardo Boff)

“Os relatos, mitos e contos reunidos neste livro procuram ressaltar a contribuição inestimável que os povos indígenas brasileiros deram a nossa história: na linguagem, nos nomes de cidades, rios e montanhas, na culinária, nos costumes cotidianos, na religiosidade e na forma de compreender a natureza. Revisitemos a sabedoria indígena e sonhemos, por um momento, os mesmos sonhos que eles sonharam. Ao final, teremos descoberto mil razões para viver mais e melhor, todos juntos, na mesma Aldeia Comum, generosa e bela, o planeta Terra.”

Estudos afro-brasileiros (Roger Bastide)

“A pesquisa afro-brasileira, declaradamente em crise, encontra nessa série de estudos do conceituado sociólogo Roger Bastide o adequado estímulo para o reexame de um complexo cultural básico em nossa formação.”

O Fantástico na ilha de Santa Catarina (Franklin Cascaes)

“Há quase trinta anos o autor vem estudando todas as manifestações culturais que se operam na Ilha de Santa Catarina. Da pesca da tainha à cerâmica, dos cantos aos engenhos de farinha e açúcar, aprofundou, sobretudo, o estudo que trata das lendas, através de um desenho fantástico, cujo sentido mítico dimensiona uma criatividade genuína e profunda.”

Imagem

Boa leitura!

Categories: Datas Comemorativas, Recomendação | 1 Comentário

29/10 – Dia Nacional do Livro

ImagemEm 1810, parte do acervo da Real Biblioteca Portuguesa foi transferida para o Brasil. Cerca de sessenta mil peças, entre livros, manuscritos, mapas, moedas, medalhas e estampas, foram acomodadas inicialmente numa das salas do Hospital do Convento da Ordem Terceira do Carmo. Um decreto do Príncipe Regente, em 29 de outubro do mesmo ano, determinou um local para a Biblioteca, sendo a data considerada a fundação da Biblioteca Nacional. Atualmente é considerada pela UNESCO uma das dez maiores bibliotecas nacionais do mundo, e é também a maior biblioteca da América Latina.

Em uma lei de 1966, a data de 29 de outubro foi instituída como o Dia Nacional do Livro, e um decreto de 1980 instituiu o período de 23 a 29 de outubro como a Semana Nacional do Livro e da Biblioteca.

Imagem(Vista interna da Biblioteca Nacional)

Os livros são um importante meio de transformação, e cada biblioteca é um mundo repleto de conhecimentos e estórias. Comemore a data com boas leituras!

Categories: Datas Comemorativas | Deixe um comentário

Livros que viraram filmes – O meu pé de laranja lima

Imagem

Zezé é um menino de cinco anos. Sua família passa por dificuldades, o pai está desempregado há algum tempo, e a mãe trabalha muito para poder sustentar a família. Zezé tem alguns irmãos, os mais velhos cuidam dos mais novos. Não houve presentes nem ceia no Natal.

O menino é bastante arteiro, e sempre apanha – geralmente mais do que seria necessário, o que o faz achar que é um menino muito mau. Mas também é imaginativo, vê um avião num morcego e uma pantera numa galinha preta. Gosta de visitar seu tio Edmundo, com quem aprende bastantes coisas, principalmente novas palavras.

Apesar de seu tamanho pequeno, Zezé é muito esperto, e sua irmã o matricula na escola, como se tivesse seis anos. Sua professora, triste com a situação do menino, às vezes o ajuda a comprar lanche no recreio. Ele parece duas pessoas diferentes em uma só: na escola é educado e estudioso, na rua faz suas traquinagens.

Zezé tem dois amigos. Um é o pequeno pé de laranja lima, que conversa com ele. O outro é um Português solitário. O Portuga se torna uma figura paterna, já que o pai do menino fica bastante no bar e quando está em casa lhe dá muitas surras. Glória é a única da família que entende melhor o Zezé, e é carinhosa com ele. “Godóia”, como ele a chama, é a figura feminina mais presente. Ele é ainda criança, mas aprende cedo sobre dores e saudades, tendo apenas a imaginação como refúgio.

“O meu pé de laranja lima” é um clássico da literatura brasileira. Publicado pela primeira vez em 1968, teve várias edições, foi traduzido para mais de 50 línguas, e foi adaptado para o cinema, a televisão e o teatro. A Biblioteca Padre Elemar Scheid tem o livro em seu acervo. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Dica de Leitura – A casa da mãe Joana 1 e 2

Imagem

Você já se perguntou de onde vêm algumas expressões, ou sobre o significado de algumas palavras ou marcas? “Por que uma pessoa é cheia de nove horas?”, “De que cor é o burro quando foge?”, “Por que quem dirige mal é barbeiro?”. Respostas para essas perguntas e muitas outras encontram-se nos dois volumes de “A casa da mãe Joana”. São coisas que sempre dizemos, mas nem sabemos por quê. Todas as curiosidades são resultados de estudos baseados em obras de autores especializados. E mais do que informar, os livros também entretêm, ou seja, o leitor encontra conteúdo e diversão.

Veja a origem da palavra zangão:

“A palavra tem origem onomatopaica, com base no zumbido produzido pelo inseto. Em razão das características negativas do macho da abelha – não tem ferrão, não trabalha e é sustentado pelas colegas de colmeia -, zangão ganhou o sentido de indivíduo explorador, parasita, inútil e, por extensão, maçante, inconveniente. Provavelmente zanga e zangar vieram de zangão. Quer dizer, além de indolente e chato, mal-humorado. Quem é que aguenta um sujeito desse na sua colmeia?”

A Biblioteca Padre Elemar Scheid tem em seu acervo os dois volumes de “A casa da mãe Joana”. Boa leitura!

Categories: Recomendação | Deixe um comentário

Exposição – “Viajante do Tempo”

A Biblioteca Padre Elemar Scheid, em Jaraguá do Sul, está com uma exposição: “Viajante do Tempo”, cujo tema interessa tanto aos que nasceram em Jaraguá do Sul, como os que escolheram essa cidade para morar, pois traz sua história através de reportagens. A mostra iniciou no dia 10 de outubro e vai até 08 de novembro.

Imagem

Prestigie a exposição!

Categories: Exposições | Deixe um comentário

15/10 – Dia dos Professores

Em 15 de outubro de 1827, Dom Pedro I baixou um Decreto Imperial que criou o Ensino Elementar no Brasil, que mandava “criar escolas de primeiras letras em todas as cidades, vilas e lugares mais populosos do Império.” Somente no ano de 1947 ocorreu a primeira comemoração em um dia dedicado aos professores, numa escola em São Paulo. A celebração se espalhou pelo país e a data foi oficializada como feriado escolar nacional por um decreto em 14 de outubro de 1963.

Segundo o Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa, professor é “aquele que professa ou ensina uma ciência, uma arte, uma técnica, uma disciplina; mestre.” Além do conhecimento técnico, o professor precisa de qualificações pedagógicas, para que transmita o conteúdo do estudo da melhor forma possível. É uma das profissões mais antigas, e também das mais importantes – já que a maioria das outras depende dela. O professor é um instrumento que proporciona a circulação do conhecimento.

O educador Paulo Freire, em Verdades da Profissão de Professor, diz que “a data é um convite para que todos, pais, alunos, sociedade, repensemos nossos papéis e nossas atitudes, pois com elas demonstramos o compromisso com a educação que queremos. Aos professores, fica o convite para que não descuidem de sua missão de educar, nem desanimem diante dos desafios, nem deixem de educar as pessoas para serem ‘águias’ e não apenas ‘galinhas’. Pois, se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda.”

A Biblioteca Padre Elemar Scheid parabeniza todos os professores!

Imagem

Categories: Datas Comemorativas | 3 comentários

12/10 – Dia das Crianças e Dia Nacional da Leitura

Imagem

Desde o ano de 2006, o Instituto Ecofuturo realiza atividades de sensibilização para a importância dos livros e da leitura desde a infância. Em 2009 foi instituído o Dia Nacional da Leitura, na Lei n.º 11.899, que prevê também a Semana Nacional da Leitura e da Literatura.

Não é por acaso que essa data é comemorada no Dia das Crianças. As celebrações buscam alcançar justamente as crianças e os jovens, pois quanto mais cedo alguém for apresentado aos livros, tem mais chances de se tornar um leitor.

Os livros encantam, despertam nossas emoções, nos fazem sonhar e crescer. Pais, mães, professores, e outras pessoas próximas às crianças são peças fundamentais no incentivo à leitura e formação do leitor.

E você, leitor do nosso blog, quando começou a se interessar pelo mundo dos livros? Alguém o incentivou? Você já apresentou esse mundo a alguém? Conte-nos sobre sua experiência!

Categories: Datas Comemorativas | 4 comentários

Feira do Livro de Frankfurt

Imagem

A Feira do Livro de Frankfurt – Frankfurt Book Fair – é o maior evento mundial do setor editorial. Acontece desde 1949, na Alemanha. A edição de 2013 inicia neste dia 09 e vai até o dia 13, e promete abrir um mundo de oportunidades para os interessados nas indústrias de mídia do futuro.

O país convidado de honra desse ano é o Brasil, que apresentará toda a riqueza, vitalidade e diversidade da nossa cultura. Para representar o país, foram selecionados cerca de setenta autores, de diversos gêneros, entre eles: prosa, poesia, infanto-juvenil, biografia, e história em quadrinhos. O Brasil terá à disposição um pavilhão, com cenografia, que mostrará toda a nossa diversidade não só na literatura, mas também nas artes plásticas e visuais, no designer, na arquitetura, e na música. Os autores participarão de mesas abordando temas ligados aos seus trabalhos e áreas de conhecimento.

Para mais informações acesse o site da feira clicando aqui, e o site sobre participação do Brasil clicando aqui.

Categories: Eventos | Deixe um comentário

Dica de leitura – Contos de amor rasgados

Imagem

Prova de amor

“Meu bem, deixa crescer a barba para me agradar”, pediu ele.

E ela, num supremo esforço de amor, começou a fiar dentro de si, e a laboriosamente expelir aqueles novos pêlos, que na pele feriam caminho.

Mas quando, afinal, doce barba cobriu-lhe o rosto, e com orgulho expectante entregou sua estranheza àquele homem: “Você não é mais a mesma”, disse ele.

E se foi.

 

Esse é um dos minicontos desse livro de Marina Colasanti. A autora fala sobre o amor em suas múltiplas facetas.  A fragilidade das relações amorosas é mostrada: angústias, temores e ansiedades. O leitor – que certamente já se apaixonou alguma vez, e sofreu por amor – se identificará com o que está lendo, reconhecendo-se em algumas histórias.  A linguagem é simples, mas carregada de jogos de palavras e metáforas. A autora domina o poético e o simbólico.

O livro “Contos de Amor Rasgados” faz parte do acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: