Monthly Archives: Abril 2015

Livros que viraram filmes – Ana Terra

ana terra

Ana Terra era uma moça que vivia em uma estância no interior do Rio Grande do Sul, com os pais e dois irmãos. A vida era dura, tiravam o sustento da colheita e viam a passagem do tempo percebendo as mudanças na natureza. Às vezes eram atacados por índios ou castelhanos.

Ana ia lavar a roupa no córrego, e um dia, ela percebeu que havia um corpo. Correu para chamar o pai e os irmãos, que foram lá e trouxeram Pedro Missioneiro. Havia uma ferida de bala, trataram dele. Mesmo assim, desconfiado, Maneco – pai da moça –escondeu um punhal que o Pedro trazia. Depois de um tempo, ele acordou. Pedro era um pouco índio, e havia crescido em uma missão jesuítica. Havia lutado ao lado dos estancieiros. Maneco não acreditou muito nele, mas o deixou ficar.

Depois de sua recuperação, Pedro mostrou-se de grande ajuda. Trabalhava bastante e ficava a maior parte do tempo calado. Dormia em outro lugar, a caminho do córrego. Ana sentia repulsa dele, e muitas vezes evitou passar por lá. Com o tempo, o rapaz foi ganhando mais confiança na casa, e a moça parecia não mais se incomodar tanto com a presença dele.

Em uma noite chuvosa, Pedro vai até a casa, e toca flauta. Ana se emociona. A sua solidão e seu desejo se tornam mais fortes. Um dia, ela vai se banhar no córrego, e Pedro aparece. Eles se encontram ali às escondidas algumas vezes, e depois de um tempo, a moça percebe que está grávida. Maneco escutou a conversa com a mãe. A vida da família Terra mudou para sempre.

A história se passa entre os anos de 1777 e 1811 e é uma das partes de “O tempo e o vento”. Foi transformada em filme no ano de 1971. Ana traz a representatividade histórica, além de uma enorme garra e resistência.  “Ana Terra” faz parte do acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Anúncios
Categories: Literatura, Livros/Filmes, Recomendação | Deixe um comentário

28/04 – Dia Mundial da Educação

educacao-ilustracao-desenho-material-escolar-©-cienpiesnf-Fotolia

Hoje é o Dia Mundial da Educação! A data foi escolhida pois nesse dia, em 2000, representantes de quase 200 países se comprometeram a não poupar esforços para que a educação chegasse a todas as pessoas do planeta.

No dia 23 de abril foi comemorado o Dia Nacional da Educação de Surdos.

Clique aqui se quiser saber mais sobre essas datas!

A Biblioteca Padre Elemar Scheid parabeniza a todos os educadores!

Categories: Datas Comemorativas | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 13

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dica de Leitura – A maldição do tigre

00003629

Kelsey era uma garota norte-americana de 17 anos, que perdeu os pais alguns anos antes e morava com uma família adotiva. Ela terminou o Ensino Médio, e para ajudar com os custos da faculdade, foi procurar um emprego temporário. A oportunidade que apareceu a ela foi de trabalhar num circo, por duas semanas, ajudando a cuidar dos animais.

O circo tinha um tigre, branco e com olhos azuis, chamado de Dihren. Kelsey se encantou com ele, e sentia uma conexão entre os dois. Começou a passar boa parte do seu tempo livre com o tigre, fazendo desenhos e até mesmo lendo para ele. Um dia, apareceu um homem indiano que comprou o tigre, a pedido de seu empregador e iria levá-lo para um santuário na Índia. O homem, Kadam, perguntou à Kelsey se ela poderia acompanhar o tigre até a Índia, pois ele mesmo não poderia estar presente durante todo o percurso. Todas as despesas seriam pagas. Após o consentimento de seus pais, a garota resolveu ir.

Depois da viagem de avião particular, Kelsey teria que acompanhar o tigre em um caminhão, sem Kadam. Por causa de um “imprevisto”, a garota acaba descobrindo que o tigre é, na verdade, um príncipe indiano, que por causa de uma maldição, vive na forma de tigre a maior parte do tempo, há mais de 300 anos. Descobre também que pode ser a única pessoa apta a ajudá-lo a quebrar o feitiço.

A garota decidiu auxiliar Ren a voltar a ser humano, e se envolveu em aventuras perigosas. Eles encontram Kishan, irmão de Ren, que também foi transformado em tigre. Contudo, ele não quis ser ajudado. Enquanto consegue tornar o tigre em humano por mais tempo, suspendendo a maldição, Kelsey se apaixona pelo príncipe, mas não quer deixá-lo preso novamente. Por isso decidiu retornar à sua cidade.

O livro foi publicado pela primeira vez em 2011, e é o primeiro de uma série. A história tem romance e aventura, e traz elementos da cultura e religião hindu. O livro certamente atrai o público mais jovem, especialmente as garotas.  A história irá receber uma adaptação para o cinema, podendo ser lançado em 2015 ou 2016.

“A maldição do tigre”, e os três livros seguintes da série, fazem parte do acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

23/04 – Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor

Hoje comemoramos o Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor! O intuito da criação da data é a promoção o prazer da leitura, a publicação de livros e a proteção dos direitos do autor. A cidade escolhida como Capital Mundial do Livro de 2015 é a Incheon, da Coréia do Sul.

Quer saber mais sobre essa data? Clique aqui!

2015.04.23 - Dia Mundial do Livro e do Direito do Autor

Comemore com leituras!

Categories: Datas Comemorativas | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 12

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dia Nacional do Livro Infantil e Dica de Leitura

kids_reading1

No próximo sábado, dia 18 de abril, é o Dia Nacional do Livro Infantil. A data foi escolhida por ser o dia de nascimento de Monteiro Lobato, o pai da literatura infantil brasileira. Se quiser saber mais sobre essa data, clique aqui!

Em comemoração, hoje nossas dicas são de livros infantis e infanto-juvenis, de autores brasileiros bem conhecidos.

001 a arca de noé

A Arca de Noé: poemas infantis (Vinícius de Morais)

“’Arca de Noé’ é também o título do primeiro poema desse livro. O conjunto é formado por 32 poemas, a maioria sobre bichos, e inclui os que constam dos discos Arca de Noé 1 e 2. Alguns foram musicados pelo próprio Vinicius de Moraes (1913-80) e se tornaram clássicos da MPB para crianças. (Um bom exemplo é o daquela casa ‘muito engraçada’ que ‘não tinha teto/ não tinha nada’.) Todos são poemas feitos para ler, aprender de cor ou cantar.”

?????????????

Adivinhe se puder: adivinhas do folclore infantil (Eva Furnari)

“Esta é uma divertida coletânea de adivinhas, a maioria extraída do repertório folclórico brasileiro. Além de ser uma seleção acurada, que contempla adivinhas engraçadas e de temas pertinentes ao universo infantil, a graça do texto é reforçada pelas ilustrações, que despistam o leitor, fazendo-o raciocinar numa direção equivocada, mas paralela à da resposta certa.”

 003 o menino maluquinhoO menino maluquinho (Ziraldo)

“Na grande obra infantil de Ziraldo, verso e desenho contam a história de um menino traquinas que aprontava muita confusão. Alegria da casa, liderava a garotada, era sabido e um amigão. Fazia versinhos, canções, inventava brincadeiras. Tirava dez em todas as matérias, mas era zero em comportamento. Menino maluquinho, diziam. Mas na verdade ele era um menino feliz.”

004 bisa bia bisa bel

Bisa Bia, Bisa Bel (Ana Maria Machado)

“Este livro conta a história de uma menina que, no convívio imaginário com sua bisavó e sua bisneta, aprende a conviver consigo mesma. Três tempos e três vivências que se cruzam e se completam numa só pessoa, a menina Isabel. O diálogo de Isabel – ou melhor, de Bel – com sua avó – Bisa Bia – e, depois, com sua futura bisneta é uma mistura encantadora do real e do imaginário, levando o leitor a perceber as mudanças no papel da mulher na sociedade.”

005 reinações de narizinho

Reinações de Narizinho (Monteiro Lobato)

“O livro narra as primeiras aventuras que acontecem no Sítio do Picapau Amarelo e apresenta Emília, a boneca de pano tagarela e sabida, Tia Nastácia, famosa por seus deliciosos bolinhos, Dona Benta, uma avó muito especial, e sua neta Lúcia, a menina do nariz arrebitado. Lúcia, mais conhecida como Narizinho, é quem transporta os leitores a incríveis viagens pelo mundo da fantasia.Tudo começa com uma inesperada visita da neta de Dona Benta ao Reino das Águas Claras e com a chegada de seu primo, Pedrinho, ao Sítio do Picapau Amarelo para mais uma temporada de férias. Depois do passeio pelo Reino das Águas Claras, as reinações de Narizinho ficam ainda melhores. As crianças se divertem fazendo o Visconde com um sabugo de milho e planejando o casamento de Emília com o leitão Rabicó.”

Em 02 de abril comemora-se o Dia Internacional do Livro Infantil, em homenagem a Hans Christian Andersen. Quer saber mais sobre essa data também? Clique aqui!

Além desses, a Biblioteca Padre Elemar Scheid tem em seu acervo vários outros livros infantis e infanto-juvenis. Incentive o hábito da leitura nas crianças! Boas leituras!

Categories: Datas Comemorativas, Literatura Infantil, Literatura Infanto-Juvenil, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 11

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Feira do Livro de Joinville

Começa hoje e vai até o dia 19/04 a 12ª Feira do Livro de Joinville.  O evento acontece de segunda a sábado das 09h às 21h, e nos domingos das 10h às 20h, no Centreventos Cau Hansen. O tema é “A literatura e seu entorno”, e são vários os autores que estarão presentes.

Para maiores informações acesse o site da Feira do Livro de Joinville clicando aqui!

FeiraLivroJlle2015

Categories: Eventos | Deixe um comentário

Dica de leitura – Um brinde de cianureto

um-brinde-de-cianureto

Rosemary Barton era uma jovem senhora que faleceu após beber uma taça de champanhe com cianureto. O incidente ocorreu na comemoração de aniversário dela, no restaurante Luxembourg. O caso foi fechado como suicídio – Rosemary havia tido gripe, e depois poderia ter sofrido depressão.

Aproximadamente um ano depois, e depois de algumas cartas indicando que a jovem teria sido assassinada, o viúvo, George, marca um novo jantar, no mesmo lugar, com as mesmas pessoas que estavam no aniversário de Rosemary. O motivo dado por ele seria o aniversário da irmã de Rosemary, Iris.

Os suspeitos principais, além dos garçons e de George, são: Iris Marle– que herdou tudo de Rosemary (a riqueza era herança de seu padrinho) -, Ruth Lessing – secretária de George, muito eficiente e “braço direito” dele -, Anthony Browne – alguém com um estranho histórico e que tinha se apaixonado por Rosemary -, Stephen Farraday – parlamentar e amante de Rosemary -, e Alexandra Farraday – esposa de Stephen que fingia não saber o que estava acontecendo entre seu marido e a jovem.

George chama o coronel Race, fala das cartas, e avisa que dará o jantar. Apesar das recomendações do coronel, o viúvo não desistiu da tentativa. Mesmos convidados, mesmo local. Depois de uma dança, George dá um pequeno discurso, todos brindam, e então… uma surpresa.

O livro foi publicado pela primeira vez em 1945, e é mais dos casos com final surpreendente que a rainha do crime escreveu. A leitura é envolvente, e o leitor fica tentando elucidar a morte de Rosemary. “Um brinde de cianureto” faz parte do acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: