Monthly Archives: Julho 2015

Leituras prazerosas para volta às aulas!

Não é porque as aulas voltaram que precisamos deixar de lado uma leitura mais prazerosa, e trazemos aqui algumas dicas.

Para quem gosta mais de uma história policial com romance, temos um clássico do “Sidney Sheldon- O outro lado da meia noite”.

Para os que gostam de ampliar seus conhecimentos da sociedade em uma leitura divertida, temos outro clássico de” William J. Bennett- O livro das virtudes”. Este livro é uma antologia, trazendo o modo de vista de vários  autores sobre determinado tema que todos gostam de discutir e refletir.

Os que curtem uma leitura mais fictícia,  possuímos o livro do” Drácula- Bram Stoker”, onde o autor conta um grande mistério que vai fazer o leitor não parar de ler até o fim.

Novidade é sempre bom, quem gosta de conhecer as novas tendências de livros , temos o “Dragões de Éter Caçadores de bruxas- Raphael Draccon”, uma ficção nova e empolgante.

Para os que curtem uma leitura mais tranquila, temos os contos de “Luís Fernando Veríssimo – Banquete com os deuses”, ótima distração!

Categories: Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 26

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

25/07 – Dia Nacional do Escritor

2015.07.24 - Dia nacional do Escritor

Amanhã é comemorado o Dia Nacional do Escritor!

Quer saber mais sobre essa data? Clique aqui!

Categories: Datas Comemorativas | Deixe um comentário

Dia da Amizade

2015.07.23 - Dia da amizade Em comemoração ao dia do amigo, que foi no dia 20, nossas sugestões são de livros sobre o tema! Boas leituras! o caçador de pipas

O caçador de pipas (Khaled Hosseini)

“O romance narra a tocante história da amizade entre Amir e Hassan, dois meninos que vivem no Afeganistão da década de 1970. Durante um campeonato de pipas, Amir perde a chance de defender Hassan, num episódio que marca a vida dos dois amigos para sempre. Vinte anos mais tarde, quando Amir está estabelecido nos Estados Unidos, após ter abandonado um Afeganistão tomado pelos soviéticos, ele retorna a seu país de origem e é obrigado a acertar as contas com o passado.” o clube das chocólatras

O clube das chocólatras (Carole Matthews)

“Chocolate. Esta não é uma palavra tão simples quanto parece. Ela pode significar a cura para uma dor de cabeça e até determinar o perfil psicológico de uma pessoa – pelo menos para Lucy Lombard, protagonista do divertido O clube das chocólatras, de Carole Matthews. Lucy e três grandes amigas – Autumn, Nadia e Chantal – se unem para, com a ajuda de muito, muito chocolate, enfrentar difíceis problemas cotidianos: um namorado galinha, um chefe paquerador, um marido viciado em jogo, um casamento sem amor… Afinal, existe algo melhor para aliviar tensões, curar corações partidos e originar uma história tão doce e divertida como esta?” a droga da obediência

A droga da obediência (Pedro Bandeira)

“Uma turma de adolescentes enfrenta o mais diabólico dos crimes. Num clima de mistério e suspense, cinco estudantes – os Karas – enfrentam uma macabra trama internacional – o sinistro Doutor Q.I. pretende subjugar a humanidade aos seus desígnios, aplicando na juventude uma perigosa droga. E essa droga já está sendo experimentada em alunos dos melhores colégios de São Paulo. Este é um trabalho para os Karas – o avesso dos coroas, o contrário dos caretas.”

Quer saber mais sobre a data, e ver mais sugestões de livros? Clique aqui!

Categories: Datas Comemorativas, Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 25

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dica de leitura – Travessia: 747 dias de bicicleta pelo mundo

travessia

Charles Zimmermann já havia visitado vários lugares do mundo, mas ao planejar uma viagem de pouco mais de dois anos, decidiu fazer de uma forma diferente: pedalando. Assim poderia acompanhar as pessoas em seus ritmos. Não tinha muito conhecimento sobre a mecânica das bicicletas, mas leu livros, treinou, e trocou correspondências com pessoas que já tinham passado pela experiência.

A viagem começou na Nova Zelândia e passou por quatro continentes, voltando para o Brasil, num total de trinta e dois mil quilômetros. A narrativa conta principalmente a passagem pela Ásia. O autor conta diversas coisas sobre os lugares por onde passou: o povo, a comida, a cultura, o clima, as crenças, as paisagens, os animais, os hábitos e alguns rituais, pessoas que conheceu e outras que reencontrou.

Hospedava-se em hostels ou pousadas, acampava, ou dormia na casa de alguém. Nem sempre os banhos eram de chuveiro. Nas suas refeições, experimentava as comidas locais.  Enfrentou chuva, calor, poeira, e policiais. Levava com ele só o básico. Apesar do grande cansaço em alguns momentos, não desistiu. Suas anotações em cadernos ajudaram a compor o livro.

O ideal é ler o livro com calma, para absorver as informações, e aprender mais sobre a viagem e as diferentes culturas. No livro há também diversas fotos, tiradas pelo autor, que ajudam a ver e entender cada lugar. Como o autor já disse, e o leitor pode perceber, mesmo com algumas diferenças, a essência humana é a mesma em todos os lugares do mundo. “Travessia: 747 dias de bicicleta pelo mundo” faz parte do acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Categories: Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 24

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Leituras para as férias

2015.07.09 - Leituras para as férias 3

Confira mais algumas de nossas sugestões de livros, e boas leituras!

01 Horizonte perdido

Horizonte perdido (James Hilton) – Ficção

“Em meio às longínquas montanhas do Tibete, uma aterrissagem forçada lança quatro ocidentais em uma incrível aventura espiritual. Este é o ponto de partida da trama de ‘Horizonte Perdido’, obra-prima do escritor James Hilton. Durante a fuga de uma conturbação revolucionária no Extremo Oriente, esses quatro envolventes personagens são conduzidos ao mosteiro de lamas de Shangri-La, um paraíso perdido onde irão vivenciar uma jornada de auto-conhecimento e contemplação. Um dos heróis do romance é Hugh Conway, ex-funcionário da Coroa britânica nos territórios de Sua Majestade no Oriente, cuja bravura garantiu-lhe o apelido de ‘Glory’. Tendo visto de perto os horrores da Primeira Guerra Mundial, ‘Glory’ Conway já é um homem desiludido com a agressividade e o pragmatismo ocidentais ao adentrar o enigmático mosteiro tibetano.”

02 O iluminado

O iluminado (Stephen King) – Ficção

“Danny Torrance não é um menino comum. Danny é capaz de ouvir pensamentos. Ele pode transportar-se no tempo e olhar o passado e o futuro. Danny é um iluminado. Maldição ou benção? A resposta pode estar guardada na imponência assustadora do hotel Overlook. Quando Jack Torrance consegue o emprego de zelador do velho hotel, todos os problemas da família parecem estar solucionados. Não mais o desemprego e as noites de bebedeiras. Não mais o sofrimento da esposa, Wendy. Tranquilidade e ar puro para o pequeno Danny livrar-se de vez das convulsões que assustam a família. Só que Overlook não é um hotel comum. O tempo esqueceu de enterrar velhos ódios, cicatrizar antigas feridas. O Overlook é uma chaga aberta de ressentimento e desejo de vingança. O Overlook é uma sentença de morte e quer Danny, e precisa dos poderes de Danny para chegar ao fim. A luta assustadora entre dois mundos. Um menino e a ânsia assassina de poderosas forças malígnas. Uma família refém do mal. Nesta guerra sem testemunhas, vencerá o mais forte.”

03 Ensaio da paixão

Ensaio da paixão (Cristovão Tezza) – Ficção

“No romance “Ensaio da Paixão”, Cristovão Tezza fala de um estranho rebanho constituído por toda a espécie de gente, com variadas nuances políticas, ideológicas, sexuais e artísticas. É na ilha onde ele mora, terra perdida no sul do Brasil, que todo ano acontece o ensaio de “Paixão de Cristo”, teatro sem atores, roteiro ou cenários profissionais. A história se passa nos anos 70 e suas loucas paixões: maconha, paz e amor, experiências novas e curtição. Todos estão dispostos apenas a viver um pouco no paraíso. Mas, em plena ditadura política, a cúpula do poder militar não tem a mesma opinião.”

04 As flores do caminho

As flores do caminho (Benjamim Silva) – Poesia

“’As flores do caminho – Poesias e Pensamentos’ – são flores colhidas ao longo da estrada da vida: às vezes alegres e às vezes tristes, às vezes graciosas e às vezes austeras, mas sempre flores. Eis um convite ao romantismo, à beleza e à filosofia.”

05 Homens e algas

Homens e algas (Othon D’Eça) – Contos

“Homens e Algas, mais do que um livro de memórias é um testemunho. Ao lado da excelsa beleza destas páginas destaca-se o documento humano, a crônica das condições aviltantes em que a vivia e ainda vive o pescador brasileiro. é toda uma população que vegeta à margem da sociedade, no submundo da pobreza, sem remédio, mas conformada com a sorte, debitando à vontade de Deus tudo o que provém das distorções de uma estrutura social injusta.”
06 Um mundo num grão de areia

Um mundo num grão de areia (Rubem Alves) – Crônicas

“’Ver um Mundo num Grão de Areia E um Céu numa Flor silvestre, Ter o Infinito na palma da sua mão E a Eternidade numa hora.’ (William Blake) Tendo como inspiração a poesia de William Blake, Rubem Alves nos surpreende mais uma vez com esta coletânea de crônicas inéditas. Nestes textos poéticos, de intenso lirismo, é possível encontrar, a partir do verso “Um mundo num grão de areia”, todas as facetas que compõem o universo do ser humano e descobrir a riqueza de vida existente num minúsculo grão de areia, que nada mais é do que nosso mundo irrevelado. Esta é uma obra essencial para quem se sente amante da poesia, da arte, do sonho… amante do ser humano e de seu universo.”
07 A alma encantadora das ruas

A alma encantadora das ruas (João do Rio) – Crônicas

“Série de 37 crônicas e reportagens sobre o símbolo da cidade: as ruas e seus personagens. João do Rio fala das figuras que povoam a cidade, em quem esbarramos mas nunca percebemos: os mendigos, os trabalhadores braçais, os pobres que olham cobiçosos as vitrines cintilantes, os meninos de rua. Fala ainda das tabuletas das lojas de comércio, da riqueza mítica das marchinhas e dos cordões de carnaval, das diferentes maneiras de se assistir à missa. Ao mesmo tempo hino à modernidade e libelo contra a indiferença urbana, o texto, que reproduz o da primeira edição (de 1908), parece escrito hoje.”

08 Nascido para matar... de rir

Nascido para Matar … de Rir (Steve Martin) – Biografia

“Em meados dos anos 70, o nome de Steve Martin estourou no cenário da comédia nos Estados Unidos. Em 1978, ele já atraía as maiores platéias da história da stand-up comedy; em 1981, deixou os palcos para sempre. O que este livro conta, nas palavras do próprio Martin, é ‘por que eu fui parar na stand-up e por que eu saí dela’. Martin mostra todo o sacrifício, disciplina e originalidade que fizeram dele um ícone e que continuam transparecendo no seu trabalho até hoje. Um livro muito divertido. Uma obra-prima de quem leva a sério a profissão de fazer rir.”

09 Resistência

Resistência: a história de uma mulher que desafiou Hitler (Agnés Humbert) – História, II Guerra Mundial

“Após a invasão dos alemães em Paris, Agnès, historiadora da arte, resolve fundar junto com seus colegas do museu o primeiro movimento de resistência na capital francesa.

Agnès e seus amigos faziam o que podiam: convocar pequenas greves estratégicas, retirar as moedas de circulação, distribuir um pequeno jornal que informava todas as ações do movimento e suas consequências. Até que os alemães a prenderam e a levaram para um campo de concentração. Lá os horrores da guerra a atingiram em cheio. Agnès decidiu resistir mais uma vez. E conseguiu. Resistência é o testemunho vivo de uma época e suas questões, o depoimento pessoal de uma mulher forte que sempre soube que estava do lado da vida e da liberdade.”

10 Saída de emergência

Saída de emergência: em qualquer situação, sempre há uma saída (Luis Ricardino) – Auto-ajuda

“Quem de nós nunca culpou os outros, o mundo ou as circunstâncias por tudo o que acontece de errado em nossas vidas. Assim nos libertamos da culpa e também da grande oportunidade de evoluir e nos tornarmos responsáveis pela nossa história e pela maneira como a escrevemos. Somos nós quem criamos a realidade que nos cerca com aquilo que pensamos que somos e com a capacidade que acreditamos ter para vencer os obstáculos e ser feliz. Cada experiência frustrante nos quer ensinar algo. E se você insistir em não aprender a lição, pode ter certeza de que a situação irá se repetir, até que capte a mensagem. Saída de emergência é um guia para aqueles que buscam as respostas em todos os lugares, menos dentro de si mesmos. Com este livro será possível entender que quando mudamos, tudo muda ao nosso redor e, o melhor de tudo, encurta-se o caminho até a maior busca do ser humano: ser feliz.”

Categories: Leituras para as férias, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 23

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: