Monthly Archives: Outubro 2015

31/10 – Halloween

2015.30.10 - Halloween

Amanhã é o Dia das Bruxas! Em comemoração, nossas sugestões são de livros assustadores:

001

Frankenstein (Mary Shelley)

“Mary Shelley (1797-1851), mulher do poeta inglês Percy B. Shelley, escreveu Frankenstein para participar de um concurso de histórias de terror realizado na intimidade do castelo de Lord Byron. Mesmo competindo com grandes gênios da literatura universal, acabou redigindo esta que é uma das mais impressionantes histórias de horror de todos os tempos. A história do dr. Victor Frankenstein e da monstruosa criatura por ele concebida vem fascinando gerações desde que foi publicada há mais de cem anos. Brilhante história de horror, escrita com fervor quase alucinatório, Frankenstein representa um dos mais estranhos florescimentos da imaginação romântica.”

Capa The Walking Dead V1 RB.indd

The walking dead: a ascensão do governador (Robert Kirkman e Jay R. Bonansinga)

“No mundo de The Walking Dead não existe vilão maior do que o Governador, o déspota que comanda a cidade de Woodbury. Com seu senso doentio e muito particular de justiça, ele força prisioneiros a lutarem contra zumbis em uma arena, para delírio dos moradores entediados. Também não é incomum vê-lo dilacerar as entranhas daqueles que cruzam seu caminho. Eleito pela revista americana Wizard o ‘vilão do ano’, ele é o personagem mais controvertido em um mundo dominado por mortos-vivos.”

003

A estrada da noite (Joe Hill)

“Jude Coyne, uma lenda do rock que coleciona objetos macabros, descobre que um estranho leilão na internet. Por 1.000 dólares, o roqueiro se torna o feliz proprietário do paletó de um morto, supostamente assombrado pelo espírito do antigo dono. Sempre às voltas com seus próprios fantasmas – o pai violento, as mulheres que usou e descartou, os colegas de banda que traiu -, Jude não tem medo de encarar mais um. Mas tudo muda quando o paletó finalmente é entregue na sua casa, numa caixa preta em forma de coração. Desta vez, não se trata de uma curiosidade inofensiva nem de um fantasma imaginário. Sua presença é real e ameaçadora. O espírito parece estar em todos os lugares. O roqueiro logo descobre que o fantasma não entrou na sua vida por acaso e só sairá dela depois de se vingar.”

004

A dança da morte (Stephen King)

“Após um erro de computador no Departamento de Defesa, um milhão de contatos casuais formam uma cadeia de morte: é assim que o mundo acaba. O que surge é um lugar árido, privado de suas instituições e esvaziado de 99% de sua população. Um lugar onde sobreviventes em pânico escolhem seus lados ou são escolhidos por eles. Onde os bons se apoiam nos ombros frágeis de Mãe Abigail, com seus 108 anos de idade, e os piores pesadelos do mal estão incorporados em um indivíduo de poderes indizíveis: Randall Flagg, o homem escuro. Valendo-se da imaginação sem limites que caracteriza sua obra, King criou uma história épica sobre o fim da civilização e a eterna batalha entre o bem e o mal. Com complexidade moral, ritmo eletrizante e incrível variedade de personagens, A Dança da Morte merece um lugar entre os clássicos da literatura popular contemporânea.”

Clique aqui se quiser saber um pouco sobre o Halloween e ver outras sugestões de livros.

Arrepiantes leituras!

Categories: Datas Comemorativas, Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

29/10 – Dia Nacional do Livro

429357_kniga_magiya_fon_2560x1600_www-gdefon-ru

O livro é algo que passou por diversas modificações e inovações desde a Antiguidade, em que as gravações eram feitas em pedras ou tábuas de argila. Veio o papiro, pergaminho, volumen e o códex. A impressão, que muito contribuiu para a difusão do livro, surgiu no final da Idade Média. Depois vieram mais algumas modificações, até os dias atuais, em que o livro eletrônico vem tomando cada vez mais espaço.

No ano de 1810, parte do acervo da Real Biblioteca Portuguesa – cerca de sessenta mil peças – veio para o Rio de Janeiro junto com a Família Real. 29 de outubro daquele ano é considerado o dia de fundação da Biblioteca Nacional do Brasil. A data foi então instituída, em 1866, como o Dia Nacional do Livro.

Aproveite e comemore a data com boas leituras!

“Um país se faz com homens e livros” (Monteiro Lobato)

Categories: Datas Comemorativas | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 38

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dica de leitura – Os elefantes não esquecem

os elefantes não esquecem

Embora fosse um pouco avessa a elogios, a escritora de romances policiais Ariadne Oliver foi a um almoço que homenagearia escritores famosos.  Lá, uma mulher que ela nunca tinha visto, puxou-a e questionou sobre um acidente ocorrido há cerca de doze anos. Um casal havia sido encontrado morto, com uma pistola com as digitais apenas dos dois. A filha do casal era afilhada de Ariadne, e pretendia casar-se com o filho dessa mulher. Mas ela queria saber o que realmente houve, já que a polícia não conseguiu desvendar. Ele matou a esposa e depois se matou? Ou foi o contrário? Será que foi um pacto de suicídio?

Oliver de nada sabia, mas ficou curiosa e telefonou para sua afilhada, Celia, que foi à casa dela. Ela também não sabia de nada, e se sentia incomodada com isso e gostaria de saber o que aconteceu com seus pais. Na época, ela e o irmão estavam em um internato. A escritora recorreu ao famoso Hercule Poirot.

Enquanto o detetive foi atrás de algumas pistas, Ariadne conversou com “elefantes”, pessoas mais idosas que conheciam o casal e que certamente lembrariam dos dois e da tragédia. Muitas hipóteses, e sem nenhum dado concreto sobre nada. E porque aquela mulher queria tanto saber sobre o caso? Poirot consegue elucidar. Leia o livro e descubra o que realmente aconteceu. É surpreendente!

O livro foi publicado pela primeira vez em 1972. Com linguagem simples, a leitura é rápida. O leitor envolve-se com a história, torcendo para que tudo se resolva, e tentando desvendar o mistério junto com Poirot e Oliver. “Os elefantes nunca esquecem” faz parte do acervo da Biblioteca Joinville. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 37

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

15/10 – Dia dos Professores

2015.10.15 - Dia dos professores

A Biblioteca Católica SC parabeniza, hoje, os professores! E em comemoração à data, sugerimos alguns títulos:

ao professor com o meu carinho

Ao professor, com o meu carinho (Rubem Alves)

“Não existe nada mais fatal para o pensamento que o ensino das respostas certas. Para isto existem as escolas: não para ensinar as respostas, mas para ensinar as perguntas. As respostas nos permitem andar sobre a terra firme. Mas somente as perguntas nos permitem entrar pelo mar desconhecido. Rubem Alves, com seu estilo único e direto, aborda questões importantes sobre o nosso sistema educacional. Suas críticas são a manifestação de uma ansiedade profunda para concretizar um modelo de educação mais justo, em que o professor possa realizar sua vocação de mestre. Os 12 textos selecionados para este livro convidam à reflexão e deixam claro que toda mudança almejada depende, acima de tudo, de cada um de nós.”

capa

A universidade em busca da excelência (Clemente Ivo Juliatto)

“Qualidade da educação. Um assunto que interessa a dirigentes de escolas, professores e estudantes. Por certo, independente da função que exercem, o tema envolve diretamente todos os membros da comunidade acadêmica. Por sua importância, interessa também a toda a sociedade, pois nenhum país consegue ser melhor do que os cidadãos que possui e nem melhor do que as escolas que os formaram. A qualidade da escola frequentada faz a grande diferença na vida das pessoas. Toda escola almeja formar profissionais competentes, cidadãos responsáveis, pessoas esclarecidas e felizes, preparadas para enfrentar os desafios da vida e do mundo. A escola, porém, só cumpre o que pretende e o que promete se fizer um trabalho de qualidade. Muitos são os ingredientes da qualidade da educação. Esta obra define em que consiste a excelência em educação, identifica os elementos que a compõem e mostra aos educadores e administradores da academia que a qualidade é possível de ser atingida, ao mesmo tempo que aponta os caminhos para alcançá-la.”

adeus professor adeus professora

Adeus professor, adeus professora? (José Carlos Libâneo)

“Nas sociedades pós-industriais ocupam lugar central a informação e o conhecimento. Emergem no âmbito da produção e das instituições formas de trabalho, entre elas o trabalho intelectual, o trabalho interativo, o trabalho comunicacional. As transformações atingem em cheio as escolas e o trabalho dos pedagogos e professores, suscitando rearranjos no seu papel. Este livro discute os dilemas dessas realidades, identifica exigências educacionais e, principalmente, procura pensar proposições assertivas sobre a escola e os professores dentro de um projeto emancipatório de educação.”

construção do conhecimento em sala de aula

Construção do conhecimento em sala de aula (Celso dos Santos Vasconcellos)

“O conhecimento é a grande categoria do processo educacional. É estratégia fundamental e privilegiada de vida, de uma vida práxica que se constrói, histórica e socialmente, no cotidiano que emoldura a catalisa nossas experiências. O conhecimento é mediação central do processo educativo. E aí ele se constrói concretamente, supondo evidentemente intencionalidade, metodologia e planejamento”.

“Celso Vasconcellos vem trazer, através deste livro, uma valiosa contribuição, na medida em que coloca e desenvolve esta discussão, não mais num plano puramente especulativo, mas naquele plano bem concreto e imediato da prática real do educador. É isso mesmo: sem perder, em nenhum momento, o apoio rigoroso de seus referenciais teóricos, a exposição/ reflexão de Celso parte da experiência concreta do trabalho pedagógico na sala de aula, onde ele acontece de maneira efetiva e imediata. A abordagem desenvolvida pelo autor já é uma experiência muito palpável da unidade profunda dos processos envolvidos na relação educacional. Com razão, afirma que é na sala de aula que ‘o professor tem sua prática, seleciona conteúdos, passa posições políticas, ideológicas, transmite e recebe afetos e valores’. A relação pedagógica, cerne da efetivação da formação humana, é mediada pela própria realidade, pois nela se ‘dialoga’ sobre o mundo real”. (Trechos do Prefácio, por Antonio Joaquim Severino)

Quer saber mais sobre essa data? Clique aqui!

Boas leituras!

Categories: Datas Comemorativas, Recomendação | Deixe um comentário

12/10 – Dia das Crianças e Dia Nacional da Leitura

10174899_682040325171774_1731265552_n

Nascidos há muito tempo, os contos de fadas têm origem na tradição oral de se passar conhecimento e valores culturais para as novas gerações. Tinham também a função de alertar sobre os perigos do mundo e dificuldades pelas quais as pessoas da aldeia passavam.

Os primeiros registros escritos foram feitos a partir do século XVII, com o francês Charles Perrault. Surgiu depois a coletânea dos irmãos Grimm, na Alemanha. Mais tarde, o dinamarquês Hans Christian Andersen completou com mais contos. As histórias eram narradas de diferentes formas, e cada um desses escritores fez algumas alterações. Assim, pode-se perceber diferenças entre os contos.

Com o tempo, as histórias foram sofrendo várias adaptações. Muitos de nós conhecemos versões mais lúdicas, e menos “cruéis” – do ponto de vista atual. Os contos, nas suas versões originais, traziam as visões sociológicas e antropológicas da sociedade daquele tempo. Apesar disso, não deixam de ser atuais, tendo em vista que são carregados da essência humana.

Contos maravilhosos infantis e domésticos

Em comemoração ao Dia das Crianças e ao Dia Nacional da Leitura, uma das nossas recomendações de leitura hoje é “Contos maravilhosos infantis e domésticos”, de Jacob e Wilhelm Grimm. 156 histórias foram registradas e organizadas pelos irmãos Grimm, e publicadas em dois volumes, nos anos de 1812 e 1815. As histórias foram publicadas do Brasil recentemente, traduzidas diretamente do alemão, também em dois volumes. É uma ótima leitura para pessoas de todas as idades. Os volumes fazem parte do acervo da Biblioteca Joinville.

livro-a-psicanalise-dos-contos-de-fadas

Recomendamos também o livro “A psicanálise dos contos de fadas”, em que Bettelheim mostra os significados de vários contos e a importância deles para a formação das crianças. Nele, o autor disse: “Enquanto diverte a criança, o conto de fadas a esclarece sobre si mesma, e favorece o desenvolvimento de sua personalidade. Oferece significado em tantos níveis diferentes, e enriquece a existência da criança de tantos modos que nenhum livro pode fazer justiça à multidão e diversidade de contribuições que esses contos dão à vida da criança.” Esse livro faz parte do acervo da Biblioteca Católica SC.

Quer saber mais sobre o Dia das Crianças e o Dia nacional da Leitura? Clique aqui e aqui!

Boas leituras!

Categories: Datas Comemorativas, Literatura, Literatura Infantil, Recomendação | 1 Comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2015 36

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dicas de leitura- Presentes da vida

00004BAF

O livro se trata de uma mulher de 30 anos chamada Darcy, que desde jovem percebeu que com sua beleza conseguiria tudo que quisesse, tornando-se assim uma mulher egoísta, competitiva e esnobe, sendo extremamente supérflua. Tinha um noivado com o homem perfeito, Dex, e uma vida luxuosa com um seleto grupo de amigos, porém pela sua ambição, acabou se envolvendo com um padrinho do seu casamento. Rachel sua melhor amiga de infância a quem contava tudo, lhe traiu fortemente, e por fim descobrindo que estava grávida. A partir disso, sua vida começou a desmoronar, e a fim de recomeçar sua vida luxuosa, Darcy mudou-se para Londres, morar com um amigo de infância Ethan, porém nada foi como ela planejara em Londres os costumes eram outros, e sem emprego e residência garantida, Darcy acaba escutando o que não queria. Mas tudo começa a mudar depois disso, e Darcy passa por grandes experiências, e se apaixona verdadeiramente, deixando sua superfluidade de lado, para se tornar uma nova pessoa e começar uma vida incrível.

“Segundo trabalho de Emily Giffin é uma alegria para ler do início ao fim, tendo a vilã egoísta de seu primeiro romance e transformá-la em uma heroína improvável. Qualquer mulher que carrega as cicatrizes de uma amizade quebrada irão apreciar esta jóia literária, que abrange todos os campo de batalha emocional possível, de rejeição e traição à auto-descoberta e gravidez. “-CanWest

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: