Monthly Archives: Maio 2016

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2016 18

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dica de Autores – Bernard Cornwell

Bernard Cornwell

Bernard Cornwell nasceu em Londres, em 1944, enquanto acontecia a Segunda Guerra Mundial. Foi criado por pais adotivos em Essex. Trabalhou como professor, e durante dez anos na BBC. Em 1979, mudou-se para os Estados Unidos, onde vive até hoje. Lá, casou-se e tornou-se escritor.

O autor é apaixonado por História, especialmente da Inglaterra. Suas obras giram em torno dos conflitos que se sucederam nesse país, como as séries “Crônicas Saxônicas”, “A Busca do Graal” e “As Crônicas de Artur”. “Sharpe’s Eagle”, seu primeiro romance, tornou-se um sucesso, originando uma série e uma adaptação televisiva. As obras de Cornwell foram traduzidas para mais de 16 idiomas.

A Biblioteca Católica SC tem, em seu acervo, diversas obras de Bernard Cornwell. Boa leitura!

livros cornwell 1livros cornwell 2livros cornwell 3livros cornwell 4livros cornwell 5

Categories: História, Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2016 17

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dica de leitura – Orgulho e Preconceito

000066DF

Elizabeth era a segunda de cinco filhas dos Bennet.  A família vivia em Longbourn, e logo apareceu nas redondezas um novo vizinho, Sr. Bingley, solteiro e rico. Logo que soube, a senhora Bennet foi falar com o marido, pois era a grande chance de casar bem uma de suas filhas. Junto com Bingley, vieram suas duas irmãs, seu cunhado, e seu amigo Sr. Darcy. Darcy era muito rico, e orgulhoso. Em um baile, ele falou e dançou apenas com seus conhecidos, e as pessoas presentes não gostaram dele.

O Sr. Bingley parecia ter gostado de Jane, a irmã mais velha de Elizabeth. E Jane gostou dele. Tudo indicava que eles iriam casar. Contudo, um dia o Sr. Bingley voltou a Londres, e seus parentes e seu amigo foram também. Jane recebeu uma carta de uma das irmãs dele, e ao que tudo indicava, iriam ficar longe por bastante tempo.

Embora Darcy tenha inicialmente desprezado Elizabeth, achava seus olhos bonitos. Conforme foram, ocasionalmente, se vendo e se falando, ele passou a se interessar por ela. Elizabeth não achava motivos para simpatizar com Darcy. Sua primeira impressão foi bastante decisiva, e ela havia ouvido algumas coisas acerca dele que apenas contribuíram para isso. Um dia, Darcy propôs casamento. Lizzy recusou e disse as razões para tal. Ele ficou impressionado, e escreveu uma carta, contando a sua parte sobre os acontecimentos que ela mal conhecia.

Refletindo sobre as palavras de Darcy, e sobre as atitudes de várias pessoas, a moça foi percebendo que ele não era bem como falavam. Mas será que Darcy ainda estaria apaixonado por Elizabeth? E seria possível casaram-se sem sofrer preconceito pelas diferenças de classe social? E como ficaram Jane e Bingley? Leia e você descobrirá!

O livro foi publicado pela primeira vez em 1813, e recebeu diversas adaptações para o cinema, a televisão, e o teatro. “Orgulho e preconceito” faz parte do acervo da Biblioteca Católica SC. Boa leitura!

Categories: Literatura, Livros/Filmes, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2016 16

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dica de Leitura – A volta ao mundo em 80 dias

volta ao mundo

Phileas Fogg era um homem rico e solitário, um inglês com uma vida bastante regrada, com horário para tudo. Seu criado havia sido demitido por enganar-se na temperatura da água que Fogg usou para fazer a barba. O francês Passepartout foi escolhido como novo criado, e estava feliz por ter um patrão como Fogg, de quem poderia esperar o previsível.

Pontualmente às 11h30min, Fogg dirigiu-se para o Reform Club. O inglês iria voltar, como sempre, à meia-noite. Depois do jantar, apareceram no clube os amigos de jogo de cartas. O assunto principal era o roubo de cinquenta e cinco mil libras do Banco da Inglaterra. Falando sobre uma possível fuga do ladrão, comentaram sobre um cálculo feito por um jornal, de que se poderia dar a volta ao mundo em oitenta dias. Enquanto Fogg afirmava que isso seria possível, contando-se os imprevistos, um de seus amigos não acreditava. Fizeram uma aposta, Fogg partiria naquela mesma noite, e deveria estar de volta ao Reform Club oitenta dias depois, em 21 de dezembro de 1872, às 20h45min.

O inglês chegou em casa e avisou o criado sobre a viagem que fariam juntos. Passepartout assustou-se com a brusca mudança na rotina do patrão, mas seguiu as ordens. Às 20h45min do dia 02 de outubro de 1872, Fogg e Passepartout partiram para uma viagem ao mundo em 80 dias. Sete dias depois, a polícia metropolitana de Londres recebeu do detetive Fix um telegrama solicitando o envio de um mandado de prisão para Phileas Fogg. A família dele não era conhecida, não se sabia de onde provinha sua fortuna, e sua descrição era a mesma feita do assaltante do banco. O detetive resolveu seguir Fogg, para tentar apanhá-lo.

Será que Fogg conseguiu dar a volta ao mundo sem contratempos? Ganhou ele a aposta? Seria ele realmente o ladrão do Banco? Leia e você descobrirá! O livro foi publicado pela primeira vez em 1873, foi traduzido para vários idiomas e recebeu várias adaptações, inclusive para o teatro e o cinema. “A volta ao mundo em oitenta dias” faz parte do acervo da Biblioteca Católica SC. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2016 15

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dia das Mães

A Biblioteca Católica SC deseja um feliz dia para todas as mães!

2016.05.05 - Dia das mães

Em nosso acervo há vários livros sobre mães, e relação entre filhos e mães. Vejam nossas sugestões e boa leitura!

001 ser mãe

Ser mãe é sorrir em parafuso (Leonilde Galasso)

“Ser Mãe É Sorrir Em Parafuso é um livro que trata com humor e sinceridade visceral das dificuldades e delícias da adaptação da mulher ao novo papel. O livro também aborda um fenômeno muito feliz para todas as partes envolvidas – o número crescente de homens altamente envolvidos no papel de pai. Com uma dedicatória especial às mães e aos pais que não têm medo de rir de si mesmos, a autora acentua a importância do humor para arejar a vida e garantir-lhe a (indispensável) leveza.”

002 e agora, mae

E agora, mãe? (Isabel Vieira)

“Jana, garota de 14 anos, quer ser bailarina. Mora numa cidade do interior e frequenta um bom colégio. Seu namorado, o Ivan, é um dos garotos mais paquerados da cidade. Eles mantêm relações sexuais e faz dois meses que a menstruação de Jana não vem – a garota está grávida. Fala com Ivan. Decidem ter o filho, com a ajuda das famílias. A de Jana reage com total aversão. E é o pai o encarregado de informar que Ivan está de partida para estudar nos EUA. Fugiu. Sozinha, Jana opta por fazer aborto. Na hora H, decide criar seu filho. A gravidez de Jana e a fuga de Ivan são a principal fonte de fofocas e preconceitos da cidade. As amigas se afastam, pressionadas por pais e mães zelosos. Jana abandona a escola. Com 15 anos, cuidar da filha Gabriela não é fácil. O pai de Jana também adoece. E o sonho de ser bailarina vai ficando definitivamente para trás.”

003 avó

Avó (Guto Lins)

“Avó é a mãe da mãe ou a mãe do pai. Tem avó que mora perto, avó que mora longe, avó que mora junto… Avó é como uma segunda mãe: mima, dá bronca e brinca… O livro Avó do escritor e ilustrador Guto Lins descreve com sensibilidade os diferentes tipos de avós, os infinitos papéis que elas exercem dentro da família e a rede de relacionamento que vão tecendo à sua volta ao longo da vida.”

004 a mãe da menina

A mãe da menina e a menina da mãe (Flávio de Souza)

“Este livro fala sobre o relacionamento entre mãe e filha. A mãe vivia irritada, reclamava dos afazeres, dos filhos que lhe davam muito trabalho. Um dia a filha achou uma foto antiga e amarelada da menina que a mãe tinha sido. E, no Dia das Crianças, a filha presenteou a mãe com um bloco de desenho e uma caixa de lápis de cera. Coincidentemente, a mãe havia feito um desenho para filha. E assim, a menina que morava na mãe presenteava a mãe que morava na menina.”

Categories: Datas Comemorativas, Recomendação | Deixe um comentário

Exposição – Moda e música: possíveis conexões

A Biblioteca Padre Elemar Scheid está com uma mostra do curso de Pós-Graduação em Gestão e Criação de Moda. “Moda e música: possíveis conexões” pode ser visitada até o dia 20 de maio. Prestigie a exposição!

convite expo pós moda 2016

expomoda

Categories: Exposições | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas porções de Leitura 2016 14

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: