Monthly Archives: Agosto 2016

Exposição – Marcélia Crochês

A Biblioteca Padre Elemar Scheid está com uma mostra de artesanato, de Marcélia Vergues da Silva. Ela aprendeu o crochê aos 19 anos, e o que começou como hobby tornou-se terapia e fonte de renda. A exposição “Marcélia Crochês” pode ser visitada até o dia 16 de setembro. Prestigie!

convite marcélia

Anúncios
Categories: Exposições | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2016 31

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dica de autores – Jane Austen

3630,Jane Austen,by Cassandra Austen

No dia 16 de dezembro de 1775, em Hampshire, na Inglaterra, nasceu a escritora Jane Austen. Seu pai era reverendo, e ela tinha seis irmãos e uma irmã, que foi sua melhor amiga durante a vida. Quando criança, foi enviada para um internato, junto com sua irmã, Cassandra. Depois retornaram e os estudos ficaram aos cuidados da família. Elas passaram a ter contato com os livros na biblioteca de seu pai.

Não existem muitos registros sobre a família, mas pelas cartas, pressupõe-se que eram alegres e unidos. Encenavam peças em casa, sendo que alguns dos textos eram de Jane. No ano de 1801, mudaram-se para Bath, e quatro anos depois, o pai faleceu. Jane, Cassandra, e a mãe foram morar em Chawton, numa propriedade cedida por um dos irmãos. Hoje, nesse local, existe a Casa-Museu Jane Austen.

Jane escrevia na adolescência, e seu primeiro livro foi “Lady Susan”. Seu segundo livro, “Orgulho e preconceito” tornou-se mais conhecido, mas ela ainda era descriminada no meio editorial, publicando somente sob pseudônimo. O sucesso veio com “Razão e sensibilidade”. Depois, surgiram “Mansfield Park” e “Emma”. Percebe-se uma proximidade entre a vida de Jane e seus textos, o que os tornam autobiográficos. Apesar de nunca ter-se casado, acredita-se que ela tenha flertado ou até namorado. Fala-se também que ela aceitou uma proposta de casamento, mas depois desistiu.

Em 1815, apareceram os primeiros sintomas de uma doença, e em 18 de julho de 1817, a escritora faleceu. Deixou inacabado o livro que estava escrevendo, “Sanditon”. Outros dois livros seus foram publicados postumamente, “Persuasão” e “A abadia de Northanger”. A crítica a considerou a primeira romancista moderna da literatura inglesa.

A Biblioteca Católica SC possui, em seu acervo, alguns títulos de Jane Austen. Boa leitura!

livros jane

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2016 30

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Livros que viraram filme – Entrevista com o vampiro

entrevista com o vampiro

O rapaz que foi entrevistar Louis estava cético quanto à verdadeira natureza dele. Mas não demorou muito para perceber que estava errado. Apesar do nervosismo, o rapaz ficou e gravou a história que Louis contou.

Ele era jovem e morava com a mãe, a irmã e o irmão em uma fazenda, em Nova Orleans. Depois da morte do irmão, mudaram-se. Sentindo-se triste e responsável pelo que aconteceu, Louis começou a vagar pela cidade, querendo encontrar a morte. E ela chegou na forma de um vampiro. Lestat o mordeu e depois deu a Louis a chance de escolher: morrer ou ser imortal e ver o mundo de outra forma. Louis escolheu a segunda opção.

Contudo, Louis era muito diferente. Não sentia prazer em matar humanos, alimentava-se de animais, mas não era suficiente. Um dia, vagando, ouviu o choro de uma criança. Abriu a janela e viu uma menina de cerca de 5 anos ao lado da mãe, morta há alguns dias. Louis mordeu a menina, e logo apareceu Lestat, que depois resolveu transformá-la em vampira, para fazer companhia para Louis.

Claudia foi criada pelos dois, aprendia algumas coisas com Louis, mas matava e brincava com suas presas como Lestat. Louis e a menina tinham muitas dúvidas sobre ser vampiro, queriam conhecer outros, mas seu criador nada sabia ou respondia. Claudia e Louis decidiram fugir, e ela resolveu matar Lestat antes. Um dia antes da ida para a Europa, ele reapareceu, mas os dois conseguiram escapar e botaram fogo na casa.

Mas será que Lestat realmente morreu? Claudia e Louis conseguiram encontrar outros vampiros? Sairá o rapaz entrevistador ileso nessa história? Leia e descobrirá!

O livro foi publicado pela primeira vez em 1976, e ganhou uma versão para o cinema em 1994. “Entrevista com o vampiro” faz parte do acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Categories: Literatura, Livros/Filmes, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2016 29

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

11/08 – Dia do Estudante

A Biblioteca Católica SC parabeniza a todos os estudantes pelo seu dia!

mortarboard and graduation scroll on a stack of battered book

Quer saber mais sobre a data? Clique aqui!

Categories: Datas Comemorativas | Deixe um comentário

Feliz Dia dos Pais!

A Biblioteca Católica SC deseja um feliz dia para todos os pais!

2016.08.11 - Dia dos Pais

Em comemoração à data, sugerimos alguns livros, para pais e filhos. Boas leituras!

aprendi com meu pai

Aprendi com meu pai: 54 pessoas bem-sucedidas contam a maior lição que receberam de seu pai (Luís Colombini)

“Mais do que de fatos, este é um livro de versões. Mais do que rigor ou precisão, o importante aqui são lembranças, cenas nas quais o filho se recorda do pai. É, ainda, um livro de memórias de 54 empresários, executivos, artistas, especialistas, músicos, esportistas, consultores, headhunters, jornalistas, publicitários. Todos bem-sucedidos, mas não necessariamente famosos, alguns bastante conhecidos, outros não.”

árvores maravilhosas da mente

Árvores maravilhosas da mente: como cuidar da inteligência, da criatividade e das emoções do seu filho do nascimento até a adolescência (Marian Cheever Diamond; Janet Hopson)

“Neste livro, a Dra. Marian, pioneira em pesquisa cerebral, e Janet Hopson, excelente jornalista científica, nos levam através da jornada evolutiva do cérebro da criança, revelando como nossas mentes são estimuladas de determinado modo a cada idade. Com base em entrevistas com notáveis cientistas da área, e estudos inéditos com milhares de pais e crianças, são apresentadas análises detalhadas de programas destinados a desenvolver e expandir a mente de uma criança.”

meu pai fala cada merda

Meu pai fala cada m*rda (Justin Halpern)

“Aos 28 anos, depois de ser dispensado pela namorada, Justin Halpern volta a morar com o pai, Sam Halpern, de 73 anos. Na infância, Justin morria de medo dele, tão mal-humorado, direto e desbocado que beirava a grossura. Agora, já adulto, ele passa a admirar a mistura de franqueza e insanidade que caracteriza os comentários e a personalidade do pai, que considera ‘sábio como Sócrates e até mesmo profético’. Disposto a registrar a sabedoria contida nas tiradas de Sam, Justin cria uma página no Twitter para reunir suas frases malucas e observações ridículas. A obra traça um retrato da relação pai e filho e aborda temas da vida – medo, amigos, estudo, namoro, esporte, família.”

filhos crescidos pais enlouquecidos

Filhos crescidos, pais enlouquecidos (Maurício de Souza Lima)

“Como fazer para criar filhos adolescentes no século 21? Depois que a minha filha menstruar, eu devo falar sobre anticoncepção? Devo liberar piercings e tatuagens? Meu filho tem que tomar remédio para crescer? Posso vasculhar o quarto dos meus filhos? Minha filha não come. Será que ela está com anorexia? Pela primeira vez, um médico hebiatra (médico de adolescentes) aborda questões que afligem pais de adolescentes de maneira leve, clara e objetiva. A partir de sua experiência em consultório, hospital e palestras, o Dr. Mauricio de Souza Lima selecionou as principais dúvidas de pais sobre o crescimento e desenvolvimento físico, considerando as peculiaridades emocionais da adolescência e sociais de nossos tempos.”

Categories: Datas Comemorativas, Recomendação | Deixe um comentário

Pequenas Porções de Leitura

Pequenas Porções de Leitura 2016 29

Categories: Porções de leitura | Deixe um comentário

Dica de Leitura – A mesa voadora

mesa

O livro reúne 47 crônicas de Luis Fernando Verissimo. De forma bem-humorada, o autor conta suas experiências, cria histórias, dá dicas, fala sobre a origem de alguns pratos, sobre vinhos, e sobre costumes gastronômicos de outros lugares.  Ensina, por exemplo, a como se dar bem em um buffet, sem perder nada que há de melhor. Confira uma das dicas:

“Macetes – Com o tempo, você os desenvolverá sozinho. Cada um tem seu estilo. Alguns lembretes, no entanto. Se possível, sirva-se com dois pratos, com o pretexto de que está servindo a sua mulherzinha, ou seu maridinho, também. Se você realmente está com sua mulher ou seu marido, melhor. Ela ou ele pode fazer o mesmo e dizer que está servindo você. O trabalho em equipe é importante desde que se combine previamente quem ficará com todos os camarões. Atenção: jamais use a colherzinha que está junto ao pote para servir o caviar se houver uma colher de sopa à mão.”

Os textos são curtos e de rápida leitura. “A mesa voadora” faz parte do acervo da Biblioteca Padre Elemar Scheid. Boa leitura!

Categories: Crônicas, Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: