História

Dica de Autores – Bernard Cornwell

Bernard Cornwell

Bernard Cornwell nasceu em Londres, em 1944, enquanto acontecia a Segunda Guerra Mundial. Foi criado por pais adotivos em Essex. Trabalhou como professor, e durante dez anos na BBC. Em 1979, mudou-se para os Estados Unidos, onde vive até hoje. Lá, casou-se e tornou-se escritor.

O autor é apaixonado por História, especialmente da Inglaterra. Suas obras giram em torno dos conflitos que se sucederam nesse país, como as séries “Crônicas Saxônicas”, “A Busca do Graal” e “As Crônicas de Artur”. “Sharpe’s Eagle”, seu primeiro romance, tornou-se um sucesso, originando uma série e uma adaptação televisiva. As obras de Cornwell foram traduzidas para mais de 16 idiomas.

A Biblioteca Católica SC tem, em seu acervo, diversas obras de Bernard Cornwell. Boa leitura!

livros cornwell 1livros cornwell 2livros cornwell 3livros cornwell 4livros cornwell 5

Anúncios
Categories: História, Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Dica de leitura – Resistência: a história de uma mulher que desafiou Hitler

resistência

A francesa Agnès Humbert trabalhava no Museu Nacional de Artes e Tradições Populares, em Paris. Seu diário começou em 07 de junho de 1940, quando estavam circulando boatos de que os alemães estavam avançando pela França. O cenário era sombrio, e muitas pessoas já estavam fugindo.

Junto com alguns amigos, fundou um grupo de resistência. Encontravam-se escondidos, e distribuíam folhetos e jornais. No ano seguinte, traídos por um espião, as pessoas do grupo foram presas, inclusive Agnès. Alguns foram fuzilados, ela e outras mulheres foram deportadas para a Alemanha como presas políticas, e submetidas ao trabalho forçado.

De abril de 1941 em diante, Agnès não pôde continuar seu diário. Por ter sido presa, não tinha como continuar a escrever, pois lhe privaram de tudo. Porém, logo que voltou à França, reescreveu tudo o que aconteceu nos quatro anos que se passaram, com a memória ainda a auxiliando. A francesa relatou tudo, todos os sofrimentos e os momentos de esperança, e o dia em que pode ser liberada e ajudar o exército americano a reorganizar a cidade onde estava e a encontrar pessoas responsáveis pelo sofrimento de muita gente.

O livro é uma mistura e diário e memória, e foi publicado pela primeira vez em 1946. Apesar de todo o padecimento, ela nunca deixou de mostrar seu lado sarcástico e irônico, e até humorístico em vários momentos. Mesmo debilitada, física e espiritualmente, ela resistiu. Nunca desistiu de lutar pela liberdade dela e dos outros, e de esperar por esse dia, mesmo que isso significasse mais guerra. É um dos poucos livros que melhor e mais fala desse momento da história. O leitor precisa estar disposto a descobrir ou saber mais do que aconteceu há pouco tempo e do que é capaz a crueldade humana.

“Resistência” faz parte do acervo da Biblioteca Católica SC. Boa leitura!

Categories: História, Recomendação | 1 Comentário

Create a website or blog at WordPress.com

%d bloggers like this: