Literatura

20/07 – Dia do Amigo e Dia Internacional da Amizade

capa_gatinho

Em comemoração a essa data, a sugestão de livro da Biblioteca Católica SC é “Obrigada por existir: uma declaração de amor e amizade para alguém especial”.

Misturando o texto com fotos de animais, o livro nos mostra a importância e o valor de pessoas próximas a nós. As situações que a obra traz certamente já foram vivenciadas por muitos de nós, e isso nos lembra de agradecer as pessoas pelo companheirismo e amizade.

O livro faz parte do acervo da Biblioteca Católica SC. Boa leitura!

20170720_160712

Categories: Literatura, Datas Comemorativas | Deixe um comentário

Dica de leitura – Um segredo de família

00008A9A

Antoine Rey é um homem de pouco mais de quarenta anos, divorciado há pouco tempo. Além de não gostar de ser um divorciado solteiro, ainda ama a ex-mulher, que o trocou por outro homem, mais novo. Junto a isso, passa por uma fase difícil no seu trabalho como arquiteto, falta paixão pelas suas atividades. Seus filhos estão na adolescência, época em que não estão mais muito ligados aos pais.

Antoine tem uma irmã, Mélanie, e a leva para comemorar os quarenta anos dela em Noirmoutier, local aonde eles iam durante a infância, com os pais, os avós paternos e a tia. Mel não tem filhos, e seu relacionamento tinha se desfeito. Lá, depois de tanto tempo, lhes vêm à memória muitas recordações, principalmente a respeito da mãe deles, que faleceu quando eles ainda eram crianças. Clarisse foi discretamente apagada, não haviam mais fotos nos porta-retratos, nem era falado sobre ela.

Mélanie estava feliz, parecia que tinha sido uma ótima idéia esse presente de aniversário. Contudo, no último dia, estava estranha, mas não quis falar nada para o irmão. Na volta ela parecia um pouco melhor, e em certo ponto pediu para dirigir o carro. Quando então diz para Antoine que tem algo a falar, algo do qual ela se recordou sobre a mãe, Mel perde o controle do carro e eles batem contra um muro. Ele sai ileso, mas ela ficou muito ferida.

Enquanto Antoine lidava com suas crises de meia-idade, Mel se recuperava, mas não se lembrava do que ia contar. Quando finalmente se lembrou, começou uma busca pela identidade e a história de Clarisse. Mas será que revirar o passado é uma boa idéia?

“Um segredo de família” faz parte do acervo da Biblioteca Joinville. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Dicas de leituras para as férias!

tumblr_laxn4czzlf1qb0j8no1_500

Que tal aproveitar as férias para fazer uma leitura diferente? A Biblioteca Católica SC tem algumas dicas de livros de diversos gêneros. Boa leitura!

01 as brumas

Coleção As Brumas de Avalon (Marion Zimmer Bradley) – Ficção

“A Senhora da Magia, A Grande Rainha, O Gamo-Rei e O Prisioneiro da Árvore são os quatro volumes que compõem As Brumas de Avalon – a grande obra de Marion Zimmer Bradley -, que reconta a lenda do rei Artur através da perspectiva de suas heroínas. As Brumas de Avalon evoca uma Bretanha que é ao mesmo temo real e lendária – desde as suas desesperadas guerras pela sobrevivência contra a invasão saxônica até as tragédias que acompanham Artur até a sua morte e o fim da influência mítica por ele representada. Igraine, Viviane, Guinever e Morgana revelam através da história de suas vidas e sentimentos a lenda do rei Artur, como se ela fosse nova e original.”

02 ensaio paixão

Ensaio da paixão (Cristovão Tezza) – Ficção

“No romance “Ensaio da Paixão”, Cristovão Tezza fala de um estranho rebanho constituído por toda a espécie de gente, com variadas nuances políticas, ideológicas, sexuais e artísticas. É na ilha onde ele mora, terra perdida no sul do Brasil, que todo ano acontece o ensaio de “Paixão de Cristo”, teatro sem atores, roteiro ou cenários profissionais. A história se passa nos anos 70 e suas loucas paixões: maconha, paz e amor, experiências novas e curtição. Todos estão dispostos apenas a viver um pouco no paraíso. Mas, em plena ditadura política, a cúpula do poder militar não tem a mesma opinião.”

03 bagagem

Bagagem (Adélia Prado) – Poesia

“Apesar de escrever sonetos desde os 14 anos, Adélia Prado só publicou seu primeiro livro – ´Bagagem´ – em 1976, aos 40 anos e já mãe de cinco filhos. O motivo está na autocrítica que ela faz da sua obra: ´Tudo que escrevi até ´Bagagem´ não têm nenhum valor literário. São coisas que têm importância, para mim, afetiva, de um bom tempo da minha vida.´ Lido e recebido com empolgação por Carlos Drummond de Andrade – que indicou a publicação do livro – ´Bagagem´ foi escrito num entusiasmo de fundação e descoberta. Emoções que, para a autora, são inseparáveis da criação, ainda que nascidas, muitas vezes, do sofrimento. Os poemas também mostram sua profunda religiosidade, que pode nascer do impacto da leitura de um texto sagrado, de um olhar amorosos sobre um personagem ou da observação das coisas simples da natureza.”

04 ser como o rio

Ser como o rio que flui (Paulo Coelho) – Contos

“O livro reúne pensamentos e histórias que Paulo Coelho escreveu ao longo de dez anos. Relatos sobre vida e morte, destino e escolha, amores perdidos e reencontrados. Às vezes engraçadas, às vezes sérias, as narrativas revelam paixão e alegria de viver e ver o mundo. Em uma das histórias, exemplar, a avó usa um lápis para explicar ao neto as qualidades do homem e a responsabilidade de viver deixando suas marcas por onde passa. Ao captar nos detalhes do dia a dia valores fundamentais para uma existência mais harmônica e feliz, Paulo Coelho traz para a vida cotidiana o olhar filosófico que o consagrou em obras como ‘O Alquimista’ e ‘O Vencedor está só’.”

05 grão

Um mundo num grão de areia (Rubem Alves) – Crônicas

“’Ver um Mundo num Grão de Areia E um Céu numa Flor silvestre, Ter o Infinito na palma da sua mão E a Eternidade numa hora.’ (William Blake) Tendo como inspiração a poesia de William Blake, Rubem Alves nos surpreende mais uma vez com esta coletânea de crônicas inéditas. Nestes textos poéticos, de intenso lirismo, é possível encontrar, a partir do verso “Um mundo num grão de areia”, todas as facetas que compõem o universo do ser humano e descobrir a riqueza de vida existente num minúsculo grão de areia, que nada mais é do que nosso mundo irrevelado. Esta é uma obra essencial para quem se sente amante da poesia, da arte, do sonho… amante do ser humano e de seu universo.”

06 castelo

O castelo de vidro: memórias de uma família que aprendeu a criar finais felizes (Jeannette Walls) – Biografia

“’Filha, a gente não tem dinheiro para o presente, mas escolhe uma estrela no céu, e fica com ela pra toda a vida.’ Todo mundo pode dar uma segunda chance à vida. Em suas memórias, a jornalista e escritora Jeannette Walls nos mostra, sem pieguices e respostas fáceis, que tudo na vida é mesmo relativo, que as adversidades podem ser vividas com leveza, somando aprendizado e grandeza às nossas biografias.”

07 dez leis

Dez leis para ser feliz: ferramentas para se apaixonar pela vida (Augusto Cury) – Auto-ajuda

“Ser feliz não é ter uma vida perfeita. Ser feliz é reconhecer que vale a pena viver, apesar de todos os desafios, perdas e frustrações. Ser feliz é deixar de ser vítima dos problemas e se tornar autor da própria história. Este livro, do psiquiatra e escritor Augusto Cury, traz uma grande lição para todos nós. Suas ´Dez Leis para Ser Feliz´ são ferramentas essenciais para quem quer encontrar esperança na dor, força no medo e amor nos desencontros. Ser feliz é uma conquista e não uma obra do acaso…”

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Dica de autores – Stephen King

stephen king

Stephen Edwin King nasceu em 21 de setembro de 1947, em Portland, no Maine, nos Estados Unidos. Depois da separação de seus pais, Stephen e seu irmão foram criados pela mãe. Ele frequentou uma escola de gramática, formando-se em 1966. A partir do segundo ano na Universidade de Maine, King começou a escrever uma coluna semanal no jornal do campus. Também foi ativo na política estudantil. Graduou-se em 1970, qualificado para lecionar no Ensino Médio.

Ainda na universidade, Stephen conheceu Tabitha Spruce, e os dois casaram-se em 1971. Ele escrevia histórias curtas para revistas masculinas, e começou a lecionar no mesmo ano. Seu primeiro romance foi “Carrie”, mas o autor o achou ruim e jogou no lixo. Tabitha resgatou o esboço, e incentivou King a continuar escrevendo. Depois de pronto, ele conseguiu vender o manuscrito, e o livro foi publicado em 1974.

No ano de 1973, King e a esposa mudaram-se para o sul do Maine, pois a mãe dele estava com a saúde debilitada. Nesse ano, Stephen escreveu “A hora do vampiro”, que foi publicado em 1975. Mudaram-se para o Colorado, e lá surgiu “O iluminado”. De volta ao Maine, surgiram outros livros. Stephen e Tabitha tiveram três filhos: Naomi Rachel, Joe Hill, e Owen Phillip.

Stephen King também trabalhou como roteirista. Escreveu livros sob pseudônimos, e é um dos autores de maior sucesso no mundo, sendo chamado de “rei do terror”. Seus livros foram publicados em mais de quarenta idiomas, e receberam diversas adaptações. A Biblioteca Católica SC tem, em seu acervo, livros de Stephen King. Boa leitura!

livros sk

livros sk torre

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Dica de leitura – Extraordinário

untitled

August Pullman é um garoto comum, com apenas uma diferença: seu rosto não é como o dos outros garotos. Ele nasceu com uma síndrome genética rara, que o deixou com uma deformidade facial. Aos dez anos, já passou por vinte e sete cirurgias.  Tudo isso fez com que o menino nunca fosse à escola, a mãe dele era sua professora em casa.

No ano em que Via, a irmã de August foi para o ensino médio, ele foi matriculado no quinto ano em uma escola. Apesar de ele não querer ir, sua família o incentivou, e ele foi aprovado no teste da escola. Auggie foi à escola no período das férias, para conhecer espaço, o diretor, e três colegas que estudarão com ele.

O garoto sabia que chamava a atenção na rua, e fazia de conta que não se importava com os olhares, cochichos, e até gritinhos de surpresa que as pessoas faziam. E sabia que na escola não seria muito diferente. Infelizmente as pessoas tinham medo de se aproximar dele, e não seria nada fácil para August mostrar para seus colegas de que, apesar de seu rosto, ele é um menino normal.

O livro é narrado principalmente do ponto de vista de August, mas também da perspectiva de amigos e familiares. Tem capítulos curtos, repletos de momentos ora fortes e tocantes, ora descontraídos. A história está sendo adaptada para o cinema, com estreia prevista para novembro desse ano.  “Extraordinário” faz parte do acervo da Biblioteca Joinville. Boa leitura!

Categories: Literatura, Livros/Filmes, Recomendação | Deixe um comentário

12/06 – Dia dos namorados

livros-dia-namorados-ideias-top10

O amor está no ar! Para comemorar a data, a Biblioteca Católica SC sugere alguns livros. Boa leitura!

001

Nosso louco amor: apesar de todos os defeitos, lado a lado (Jo Lamble, Sue Morris)

“Nada supera a sensação totalmente avassaladora de se apaixonar. Nos primeiros dias de um novo romance, tudo o que você consegue fazer é pensar na outra pessoa. Quando você se apaixona, sente como se o mundo girasse apenas em torno de você e da pessoa ama da. É como se tivessem sido capturados em uma bolha, flutuando sem rumo, pelo espaço. Quando não se sentir mais na fase da bolha, você terá chegado a um momento importante de seu relacionamento. Chegou-se a uma encruzilhada, o que não é coisa ruim. Não l amente a perda da bolha, ao contrário, aceite a mudança e encare o desafio de levar seu relacionamento a um nível mais alto. Você vai entrar em uma fase madura, com amor, intimidade e compromisso que precisam sobreviver aos altos e baixos e, claro, à rot ina. “Nosso Louco Amor” propõe-se a orientar casais em vários estágios de relacionamento. Um texto agradável e objetivo, que traz ideias e práticas inovadoras para unir, ainda mais, pessoas que querem amar intensamente.”

002

Porque Amamos: a natureza e a química do amor romântico (Helen Fischer)

“Com pesquisas fundamentadas em imagens do cérebro e experiências de terapia gênica, a antropóloga americana mostra que a paixão é fruto de dependência química. O amor romântico é caracterizado por descargas de dopamina, que viciam como cocaína ou chocolate. A humanidade teria desenvolvido mecanismos com o objetivo de unir homem e mulher, garantindo a reprodução da espécie.”

003

À primeira vista (Nicholas Sparks)

“Jeremy Marsh tinha três certezas: jamais se mudaria de Nova York, não apaixonaria novamente e nunca teria filhos. Mas agora ele está prestes a se casar com Lexie Darnell e aguarda a chegada da primeira filha, enquanto conduz a reforma de sua nova casa na pequena cidade de Bonne Creek, na Carolina do Norte. Em meio a tantas mudanças, Jeremy luta para reencontrar o equilíbrio pessoal e profissional ao lado da mulher que o fez mudar todos os seus planos. Quando tudo parece estar entrando nos eixos, Jeremy recebe um misterioso e-mail que dá início a uma série de acontecimentos que irão testar a força dessa paixão. Atormentado pela idéia de estar sendo traído, vivendo uma crise criativa que o impede de trabalhar e angustiado com a gestação complicada de Lexie, ele não poderia imaginar que o pior – e o melhor – ainda está por vir. ‘À primeira vista’ captura toda a incerteza, a tensão e a angustia da vida desse jovem casal, mas também retrata o romantismo, o companheirismo, a descoberta, o amadurecimento que só o verdadeiro amor pode proporcionar.”

004

Segredo de uma promessa (Danielle Steel)

“Esta é a história de um grande amor que une dois jovens, Michael Hillyard, o único herdeiro de uma das maiores firmas de arquitetura dos Estados Unidos, e Nancy McAllister, filha de uma família pobre e que foi criada num orfanato. Perdidamente apaixonados o seu maior desejo é casarem um com o outro. No entanto, a mãe de Michael, mulher determinada que dirige com mão de ferro o império deixado pelo falecido marido, opõe-se terminantemente a essa união por considerar que o filho deve casar com uma jovem do seu nível. Determinado a lutar pelo seu amor e desafiando a vontade de sua mãe, Michael marca o casamento. Mas na noite da cerimônia, em vez de conseguirem vencer todos os obstáculos e concretizarem o seu sonho, algo inesperado acontece. Separados seguiram rumos bem distintos, em mundos bem diferentes e tornaram-se outras pessoas, mas o passado continua, apesar de tudo, bem presente.”

Categories: Datas Comemorativas, Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Dica de Autores – Clarice Lispector

clarice_lispector_1_1200x1200

Haia Pinkhasovna Lispector nasceu em 10 de dezembro de 1920, na Ucrânia. Dois anos depois, sua família veio para o Brasil, instalando-se em Maceió, e posteriormente, no Recife. Por iniciativa do pai, todos da família mudaram de nome, e Haia passou a chamar-se Clarice Lispector. Aprendeu a ler e a escrever cedo, e estudou Inglês e Francês. Quando tinha apenas nove anos, sua mãe faleceu.

No ano de 1937, a família mudou-se para o Rio de Janeiro. Clarice era frequentadora assídua da biblioteca do colégio onde estudava. Seu primeiro conto, “Triunfo” foi pulicado quando ela tinha 19 anos, no semanário Pam. Em 1943, ela se formou em Direito, casou, e publicou o romance “Perto do coração selvagem” – que no ano seguinte recebeu o prêmio Graça Aranha.

Clarice acompanhou seu marido em viagens a trabalho, por vários países. Na Suíça nasceu o primeiro filho do casal, Pedro, em 1949. O segundo, Paulo, nasceu em 1953, nos Estados Unidos. Ela separou-se do marido e retornou ao Brasil em 1959, acompanhada dos filhos. Clarice começou a trabalhar como colunista para jornais. Em 1960 lançou o livro de contos “Laços de Família”.

A autora dormiu com um cigarro aceso em 1966, e sofreu queimaduras no corpo. Passou por cirurgias e viveu isolada, sem parar de escrever. Integrou o Conselho Consultivo do Instituto Nacional do Livro e recebeu o prêmio do 10º Concurso Literário Nacional, de Brasília, pelo conjunto da obra. Clarice Lispector morreu em 09 de dezembro de 1977, no Rio de Janeiro.

Seus textos trazem a temática existencial e psicológica, explorando o interior dos personagens, especialmente as femininas. A Biblioteca Católica SC tem, em seu acervo, vários livros da Clarice Lispector. Boa leitura!

livros clarice

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Dica de leitura – Perdas & ganhos

00005876

Nesse livro, numa mistura de ensaio com memória, Lya Luft se aproxima do leitor, como numa conversa direta. Seus textos falam sobre o drama existencial humano: passagem do tempo, relações amorosas, educação de filhos, convivência em família, pressões que recebemos e nos impomos, encontros e desencontros, infância e maturidade, saber reconhecer o seu próprio valor, mudanças, questionamentos sobre a própria vida…

Constituir um ser humano, um nós, é trabalho que não dá férias nem concede descanso: haverá paredes frágeis, cálculos malfeitos, rachaduras. Quem sabe um pedaço que vai desabar. Mas se abrirão também janelas para a paisagem e varandas para o sol. O que se produzir – casa habitável ou ruína estéril – será a soma do que pensaram e pensamos de nós, do quanto nos amaram e nos amamos, do que fizeram pensar que valemos e do que fizemos para confirmar ou mudar isso, esse selo, sinete, essa marca. Porém isso ainda seria simples demais: nessa argamassa misturam-se boa vontade e equívocos, sedução e celebração, palavras amorosas e convites recusados. Participamos de uma singular dança de máscaras sobrepostas, atrás das quais somos o objeto de nossa própria inquietação. Nem inteiramente vítimas nem totalmente senhores, cada momento de cada dia um desafio.” (Lya Luft)

“Perdas & Ganhos” faz parte do acervo da Biblioteca Católica SC. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Dica de leitura – Corvos

corvos

Tara é a filha mais velha de Patsy e Mitchel, e irmã de Jase. Apesar de não querer ver a mãe bêbada, e ter que aguentar suas perguntas, precisou voltar mais cedo para casa naquela quarta-feira, para estudar. Mas não imaginava o que iria acontecer: eles ganharam 318 milhões na loteria! Enquanto tentavam guardar segredo, e pensavam no que iriam fazer com tanto dinheiro, dois homens – Shaw e Romeu – estavam passando pela cidade, de férias.

Os dois amigos tiveram que parar em uma loja de conveniência, e Shaw descobriu que, em Brunswick, alguém tinha ganhado o prêmio, e a compra do bilhete tinha sido ali. Acabou ouvindo algumas informações sobre a família de Tara, pois a atendente estava fofocando pelo telefone. Quando pararam em um motel, Shaw começou a pesquisar e conseguiu encontrar o MySpace de Tara, com várias fotos, informações e publicações. Conseguiu os endereços dela e dos parentes. Shaw queria se livrar da vidinha que considerava chata, e convenceu Romeu a o ajudar.

Passando-se por agente da Comissão de Loterias da Georgia, Shaw conseguiu entrar na casa de Tara e sua família, e os fez refém. Inventou uma história de como poderia ter conhecido Mitchel e teriam que fingir que compraram os bilhetes juntos, e dividir o prêmio. Se tudo saísse conforme o combinado, Shaw e Romeu iriam embora depois de pegar a metade do dinheiro. Enquanto ele manipulava a família, Romeu ficava andando de carro pela cidade, passando pelas casas dos parentes. Se algo desse errado, se fizessem algo diferente, ou se Shaw não atendesse os telefonemas de Romeu, algum parente seria morto.

Depois de uma semana de muita tensão, um final surpreendente. “Corvos” faz parte do acervo da Biblioteca Joinville. Boa leitura!

Categories: Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Dia das Mães

A Biblioteca Católica SC deseja um feliz dia para todas as mães!

2017.05.11 - Dia das mães

Em nosso acervo há vários livros sobre mães, e relação entre filhos e mães. Vejam nossas sugestões e boa leitura!

a vida na porta da geladeira

A vida da porta da geladeira (Alice Kuipers)

“Claire, de 15 anos, e sua mãe têm uma rotina muito atribulada. Nos raros momentos em que a mãe está em casa (ela é obstetra), a filha está na escola, com amigos ou com o namorado. Resultado: as duas quase não se veem e se comunicam deixando recados na porta da geladeira. Esses recados vão desde cobranças banais [Oi, MÃE! (Que eu NUNCA MAIS vi!)] até revelações tocantes e contundentes por parte de mãe e filha durante o penoso tratamento do câncer de mama da mãe, num ano que se revelará decisivo para as duas. Em seu romance de estreia, Kuipers capta a ansiedade por trás da tragédia e revela a importância de viver a vida intensamente, lembrando ao leitor a necessidade de encontrarmos tempo para as pessoas que amamos mesmo em momentos de dificuldade e desafios.”

02 a mãe minuto

A mãe minuto: a forma mais rápida de você ajudar seus filhos a aprenderem a gostar de si mesmos e a quererem se comportar da maneira adequada (Spencer Johnson)

“O símbolo da Mãe-Minuto – o mostrador de um moderno relógio digital marcando um minuto – tem a intenção de fazer lembrar a cada um de nós que devemos reservar um minuto, várias vezes no decorrer de nossos dias, para olhar nos rostos de nossos filhos.”

03 aprendi com minha mãe

Aprendi com minha mãe: 52 personalidades contam a maior lição que receberam de sua mãe (Cristina Ramalho)

“De A a Z – De Arnaldo Jabour a Ziraldo um alfabeto de pessoas admiráveis que contam como se orgulharam de aprender com as mães tudo o que elas foram ou são na vida delas. O livro traz histórias que farão o leitor chorar, rir ou abrir um sorriso como se acabassem de lhe contar algo muito familiar, trata-se de uma grande homenagem para todas as mulheres que são mães.”

 

Categories: Datas Comemorativas, Literatura, Recomendação | Deixe um comentário

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: